Sorteio no sábado 30 de julho de 2011 decide chaves das eliminatórias da Copa de 2014

O sorteio não terá os países da América do Sul, que têm grupo único, nem o Brasil, país-sede, que já está classificado. Mas é das mãos de Ronaldo, Neymar, Zico que sairão as bolinhas que definem o caminho das seleções.

No sábado 30 de julho de 2011, no sorteio das eliminatórias para a Copa de 2014, no Rio, 166 países vão conhecer os adversários que terão que enfrentar para chegar ao Mundial do Brasil.

É a porta de entrada, o primeiro evento oficial da Copa de 2014, e para uma audiência estimada em 600 milhões de espectadores mundo afora. O sorteio dos grupos das eliminatórias não terá os países da América do Sul, que têm grupo único. Nem o Brasil, país-sede, já está classificado.

Mas é de mãos brasileiras que sairão as bolinhas para definir o caminho das seleções nas eliminatórias: Ronaldo, Neymar, Zico estão entre os sorteadores.

Brindes, folhetos, muita informação e, pelos corredores da Marina da Glória, políticos, assessores, lobby, propaganda. Em outubro, a Fifa vai anunciar onde será o jogo de abertura da Copa do Mundo, no dia 12 de junho, com seleção brasileira em campo.

Quatro cidades são candidatas: Belo horizonte, Salvador, Brasília e São Paulo estão na disputa. Pelé, que hoje, foi formalmente apresentado como embaixador honorário do Mundial, criticou o atraso no calendário paulistano: “São Paulo, para nós, é a capital do futebol no Brasil, onde tem a melhor vida, a maior renda. Mas, infelizmente, até agora, não estava decidido definitivamente qual o estádio e se teremos ainda jogos lá. Isso não é bom”, criticou Pelé.

Embora a construção do Estádio de Itaquera não tenha passado ainda da fase de terraplanagem, os paulistanos são os grandes favoritos. “São Paulo terá tudo para fazer a abertura, mas a decisão só será tomada em outubro”, afirma Ricardo Teixeira, presidente do Comitê Organizador Local.
Jornal Nacional

0 Opiniões:

Postar um comentário

A MATÉRIA EM AUDIO