Todo errado: Major diz Não e Igor Kannário fica fora da micareta da Liberdade

"Não autorizei ele a tocar", afirmou ao site Bocão News, nesta quarta-feira (25), o comandante da 37ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), responsável pelo policiamento na região do bairro da Liberdade, Major Humberto. Segundo o Major, o pedido para o show deve ser feito com, no mínimo, 30 dias de antecedência. "Ele (Igor Kannário) foi hoje me procurar com o produtor dele e eu disse que não. Preciso, dentro do prazo exigido, ter ideia da expectativa de público para organizar o efetivo que irá trabalhar em prol da segurança", afirmou.

De acordo com o comandante, a atitude de Kannário "é um desrespeito com a Polícia Militar e não aceito isso", criticou, informando que uma ata foi assinada pelo cantor e pelo produtor dele, atestando que não haverá a apresentação do artista no famoso Micaretão da Liberdade, que já está na 20ª edição.

Um fator que fez o Major Humberto ser cauteloso e dar a negativa a Igor Kannário é que "o público dele tem trazido muita violência. Só na Parada Gay, durante a apresentação dele, houve até disparo de arma de fogo. Isso tudo eu disse a ele e está em ata. Por isso preciso de tempo para tomar as providências necessárias afim de garantir a segurança do evento. A micareta vai ocorrer e no dia 29 teremos a apresnetação do Psirico que cumpriu com toda a regulamentação e solicitações para a liberação do evento no prazo estipulado", afirmou.

Kannário já divulgava a participação na micareta nas redes sociais. Hoje, com fã curtindo ou não, o cantor terá que acatar à ordem, apagar a chamada e andar nos trilhos para não ser vetado da próxima vez. (Bocão News)

0 comentários:

Postar um comentário

Blogroll