DIRETOR DIZ QUE VEREADORES INVADIRAM O HRI DE FORMA ILEGAL


Dr. Severino Abreu, médico diretor do Hospital Regional de Irecê (HRI), concluiu na tarde de ontem dia 17/03/2010 entrevista concedida à Rádio Líder FM, se pronunciando sobre o que ele titulou de “invasão ilegal” feita pelos vereadores, ontem à tarde, nas dependências da unidade de saúde.

Ontem os vereadores Henrique Sobral, Melquíades Moitinho, Gilmar Rosa e Hildegar Mendes e depois Jossivaldo Barreto, estiveram no HRI, no intuito, segundo disseram, de fiscalizar os procedimentos adotados pelos funcionários do hospital, no manejo da carne usada na alimentação dos internos.

O diretor do hospital destacou que os procedimentos adotados são normais, que a carne adquirida pelo hospital obedece os padrões máximos da qualidade possível na cidade e que a medida dos vereadores foi eleitoreira e que vai elaborar relatório de todo o ocorrido, visando manter a autoridade maior do município, prefeito Zé das Virgens, munido de todas as informações necessárias para a adoção das medidas pertinentes.

O vereador Henrique Sobral, que se encontrava no estúdio da emissora, na hora da entrevista do médico, retrucou, dizendo que a ação não era eleitoreira, mas fruto da obrigação do mandato.

Dr. Severino ratificou a fala, afirmando ser a atitude dos vereadores, de fato, motivada por questões políticas, à flor dos embates que atualmente circundam a Câmara de Vereadores. O médico também disse não entender o fato do vereador ter dito noutra emissora de rádio, que a carne teria ficado fora do freezer por cinco horas e agora dizer, como disse no ato da entrevista de Dr. Severino, que não sabia por quanto tempo a carne teria ficado naquela situação, o que era uma contradição.

O médico afirmou ainda que os vereadores só saíram da repartição da cozinha do hospital, após serem retirados pela polícia. (Texto do jornal cultura e realidade de Irece Ba)

0 Opiniões:

Postar um comentário

A MATÉRIA EM AUDIO