MPA-BA termina manifestação com mais uma vitoria

As famílias do MPA-Bahia ocuparam na tarde de ontem (08) a sede da firma Sitio Barreras. Esta é uma das duas empresas beneficiarias do Projeto de Irrigação de Ponto Novo. No Dia Internacional da Mulher, jornada de luta para o MPA e a Via Campesina, o movimento reclamou a terra para as famílias do acampamento Terra Nossa, bem próximo á cidade de Ponto Novo. A intenção era não sair do prédio ate confirmarção de uma Audiência Publica com o estado de Bahia, no acampamento.

O Movimento dos Pequenos Agricultores, saindo do VI Encontro Estadual que aconteceu nestes dias em Senhor de Bonfim, quis mostrar a solidariedade com as famílias camponesas que foram expulsas de suas terras pela construção deste projeto. A terra é do Estado, que na vez de repartir ela nas mãos dos trabalhadores/as, entregou para duas firmas que produz mono-cultivo de banana para exportação, contratando mão de obra barata, e usando agrotóxicos que jogam veneno no ar e na água.

A jornada começou com a ocupação da BR-407 na ponte do Rio Itapicuru, em Aroeira. Quase mil pessoas tomaram a pista e as retenções chegaram a 12km. As ferramentas de trabalho, gritos de ordem, bandeiras, pedras e pinéus tomaram a pista junto as pessoas que participavam do movimento. A policia chegou logo, e começou a negociação. Depois de varias horas sem resposta do governo, as famílias resolveram mudar a ocupação para a sede da firma, na mesma BR.

Depois de varias horas de ocupação, o Governo do Estado negociou uma Audiência Publica no dia 23 no acampamento Terra Nossa. Conquistado o objetivo de hoje, o Movimento dos Pequenos Agricultores saiu da firma Sitio Barreras fortalecido na luta e já pensando nesse próximo passo na conquista da terra que vai ser a Audiência com todas as Secretarias do Governo.

fonte: ivansilvanoticia.com.br

0 Opiniões:

Postar um comentário

A MATÉRIA EM AUDIO