CDL de Irecê não aceita transferência do Escritório da SEFAZ para Seabra

“Não aceitaremos, de forma nenhuma, que um órgão como o Sefaz, instalado há mais de 40 anos em Irecê, tenha suas portas fechadas e seus profissionais e servidores públicos transferidos para outros territórios menos expressivos da Bahia”.

O trecho acima é parte de uma carta formulada pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Irecê, Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Irecê (ACI), e outras cinco entidades. A carta foi enviada ao secretário da Fazenda do Estado da Bahia, Carlos Marques de Santana, em dezembro do ano passado. O manifesto é reflexo de uma articulação, considerada política, para transferência da Sefaz de Irecê para o município de Seabra.

No documento, as entidades destacam os potenciais econômicos, agrícolas, os avanços na saúde e na educação, e relata os diversos órgãos públicos estaduais e federais instalados na cidade, progresso que justificam a permanência do órgão. A carta termina com a seguinte mensagem: “Aguardamos vosso pronunciamento, almejando uma justa avaliação e reconhecimento do nosso manifesto”. (Cultura e Realidade)

0 Opiniões:

Postar um comentário

A MATÉRIA EM AUDIO