Coronel Celio defende nova estrutura para combater onda de crimes.

Prefeito Zé das Virgens prometeu empenho junto aos demais prefeitos do Território e ao Governador Jacques Wagner para que a iniciativa se concretize

Área que será coberta com as ações da CIPM-MC

Reduzir o crescente número de atos criminosos como assaltos a banco e propriedades rurais, roubo de cargas, tráfico de drogas e assassinatos que vem promovendo visível enriquecimento ilícito em diversas localidades, é o principal objetivo da proposta de criação da Companhia Independente de Morro do Chapéu, apresentada pelo comandante do 7º Batalhão PM – Irecê, Tenente Coronel Célio Rodrigues de Almeida, ao Comando Geral da Polícia Militar do Estado que o delegou para defesa junto ao presidente da Assembleia Legislativa do Estado, deputado Marcelo Nilo.

“O Território de Identidade de Irecê vem se destacando pelo crescente índice dessas modalidades de crime, inclusive no que se refere a tráfico de drogas, roubo de cargas e mercado propício para carros e motos Pokemon. Trata-se de um fenômeno contabilizado na conta deste território que não deveria, pois o problema tem origem em outras localidades que usa Irecê como desova desses ilícitos”, explica o comandante.

De acordo com ele, a criação da Companhia Independente de Morro do Chapéu iria resolver grande parte dos problemas em suas respectivas origens. “Estão em alguns dos municípios que deverão ser assistidos pela companhia a ser criada, o sustentáculo e as passagens dos produtos ilícitos e dos atos contra a vida, de certo interligados nessa cadeia criminosa”.

Além da Companhia Independente, o Coronel propõe também a participação das Polícias Rodoviárias Federal e Estadual, em ações sistemáticas nas divisas da Bahia com Minas Gerais e Goiás, por onde, segundo disse, passam as cegonhas com veículos irregulares que abastecem a região.

Para o Coordenador de Planejamento Operacional, Capitão PM Carlos Augusto Dias, a iniciativa é muito importante para minimizar as inserções criminosas e sobretudo prevenir o seu crescimento, visto que a região de Morro do Chapéu, notadamente nos municípios de Bonito e Utinga, já reconhecida pela produção de café, tende a se desenvolver na produção de frutas especiais, segundo projetos em implantação pela Empresa Bahiana de Desenvolvimento da Agricultura (EBDA).

Segundo o capitão, “a atual logística já não é suficiente para fazer frente à criminalidade, apesar das bem sucedidas intervenções das polícias militar e civil, que tem registrado importantes baixas no tráfico, roubo de cargas e assaltos a bancos. Entretanto, com visível desenvolvimento socioeconômico, tanto da região de Morro do Chapéu, como de Irecê, nos sentidos Chapada Diamantina e Rio São Francisco, nos impõe a busca de estruturas capazes de combater a criminalidade que busca se instalar em áreas com potencial tendência de fluxo financeiro e usuários de seus produtos”.

ARTICULAÇÃO – O projeto da nova companhia prevê cobertura para os municípios de Morro do Chapéu, Bonito, Mulungu do Morro, Cafarnaum, América Dourada, Ourolândia, Várzea Nova, Wagner, Utinga, Piritiba e Tapiramutá, numa área de 13.591Km², envolvendo uma população superior a 203 mil habitantes e deverá contar com 99 agentes militares, no mínimo 30 para iniciar as atividades.

Célio Almeida está articulando as forças políticas da região representadas pelos prefeitos e deputados, especificamente do prefeito de Irecê, José Carlos Dourado das Virgens (PT). “Trata-se do prefeito da principal cidade da região e que tem acesso facilitado às forças políticas junto ao governador”, disse. Quando procurou saber sobre a sede, ele foi taxativo: “já consegui um antigo Posto de Saúde desativado e já estamos reformando para receber a Companhia”, respondeu bastante confiante.

Sobre o assunto, o prefeito Zé das Virgens disse que a iniciativa do comandante do 7º Batalhão da PM de Irecê é importante e que merece o apoio. “Vou me empenhar junto aos colegas prefeitos da região e ao governador Jacques Wagner para que a iniciativa se concretize”, afirmou.

Alem da Companhia Idependente de Morro do Chapéu, o Coronel citou, durante a entrevista exclusiva ao Cultura&realidade, outros projetos importantes, para os quais espera ter o apoio político da sociedade local. Dentre eles, destacam-se uma unidade do Corpo de Bombeiros, mesmo que embrionária e o Colégio de Ensino Militar, para os filhos de policiais civis e militares e da sociedade em regime de seleção.

Fonte: Cultura e Realidade de Irece Ba.

0 Opiniões:

Postar um comentário

A MATÉRIA EM AUDIO