CBF diz que aguarda cumprimento de decisão para iniciar obras na sede

Em audiência de conciliação realizada nesta quarta-feira, no Fórum da Barra da Tijuca, o proprietério do terreno adquirido pela CBF para a construção da sede e do centro de treinamento da Seleção Brasileira e os posseiros, que invadiram o local e o negociaram com uma construtora de São Paulo, não chegaram a um acordo. Por conta disso, a entidade emitiu um comunicado em seu site oficial.

A expectativa da CBF é que nas próximas semanas, a decisão do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro seja cumprida. De acordo com a ordem, os posseiros devem recuar e ocupar apenas a área que já vinha sendo utilizado anteriormente.

"A CBF está confiante que a juíza Ana Cecilia Gomes de Almeida, da 1ª Vara Cível da Barra da Tijuca, fará com que os invasores cumpram a decisão do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, por eles desrespeitada. A CBF aguarda o cumprimento da decisão para dar início às obras", publicou a CBF em seu site oficial.

Por conta no atraso das obras, a Seleção Brasileira pode mudar de casa para a Copa do Mundo de 2014. Os posseiros, que viviam no local desde a década de 90, conseguiram vender o terreno para uma construtora de São Paulo, causando uma briga na Justiça do Rio de Janeiro. Na última terça-feira, o presidente da CBF e do comitê organizador da Copa do Mundo, Ricardo Teixeira, admitiu que a situação estava complicada.

"Sou obrigado a reconhecer que a sede é inviável para 2014. Minha luta agora é tentar construir o CT a tempo para a Copa", disse o presidente da CBF, Ricardo Teixeira. As informações são do Globo Esporte.

0 comentários:

Postar um comentário

Blogroll