Feira do empreendedor vai reunir cerca de 35 mil pessoas

O maior evento de empreendedorismo do país, a Feira do Empreendedor 2011, foi aberta ontem à noite, no Espaço da Economia Criativa, no Centro de Convenções. “A feira envolve cerca de 35 mil pessoas, sendo voltada para empreendedores, pessoas que querem montar negócios, e micro e pequenas empresas que buscam ampliar ou partir para um novo negócio”, afirmou a coordenadora do evento Adriana Moura.

A feira foi aberta oficialmente pelo governador do estado, Jaques Wagner, o superintendente do Sebrae Bahia, Edival Passos, o presidente em exercício do Sebrae Nacional, José Cláudio dos Santos e o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae Bahia, João Martins da Silva Júnior.

“O espaço, com 3 mil metros quadrados, vai abrigar cerca de 350 palestras e oficinas para atender cerca de 19 mil pessoas”, adiantou a coordenadora, acrescentando que “há uma programação bem ampla para atender todas estas pessoas. Amanhã (hoje) terá um seminário para 850 pessoas, no 4º piso, no salão Oxalá, com renomados palestrantes como o economista Eduardo Giannetti e o publicitário Gil Jardelli, que vão discutir redes sociais e terão o jornalista Caco Barcelos como mediador", anunciou.

Moura explicou que nesta feira os participantes poderão se inteirar de toda a parte de capacitação e oportunidade de negócios como franquias, representação comercial, pequenas máquinas de baixo investimento. “A pessoa vai visualizar e verificar o que de melhor combina com o seu perfil”, afirmou.

A novidade é o “Espaço para a Copa 2014”, “trata-se de um jogo de negócios, que o empreendedor vai se divertir e ao mesmo tempo estará se capacitando para a Copa”, disse a coordenadora, acrescentando que os participantes terão oportunidade de acompanhar a inovação da tecnologia e a importância de se manter com sustentabilidade; a maneira de diferenciar dos concorrentes utilizando-se de layout e vitrines.

A coordenadora contou que a feira tem o espaço do empreendedor individual que fatura até 33 mil/ano. “Serão atendidos e com capacitação gratuitas, a exemplo de como controlar o dinheiro, como comprar e como vender. As inscrições gratuitas j’á se encerraram com 35 mil pessoas inscritas”.

No entanto, há uma chance para quem não se inscreveu e tem vontade de participar da capacitação, basta desembolsar R$ 5, cujo total arrecadado será doado para a Associação Pracatu, que desenvolve trabalho social no Candeal.

Do Tribuna da Bahia Online

0 Opiniões:

Postar um comentário

A MATÉRIA EM AUDIO