Ultrabook é a nova aposta da Intel para mercado de computadores

Nem notebook nem tablet. Os ultrabooks são a nova aposta do mercado de tecnologia para o segmento de computadores portáteis. A gigante Intel, maior fabricante de microprocessadores do mundo, reuniu em São Paulo, nesta segunda (14), cerca de 70 jornalistas do Brasil e de países da América Latina (AL) para anunciar que, até 30 de junho, as novas máquinas estarão disponíveis no mercado brasileiro.

A notícia foi divulgada pelo presidente da Intel Brasil e AL, Fernando Martins, durante a abertura do Intel Developer Forum. A atenção com o Brasil não é à toa, além de ser a sexta maior economia do mundo, o Brasil é hoje o terceiro maior mercado de computadores, atrás apenas da China e EUA.

Segundo estimativas da Intel, o mercado mundial de ultrabooks pode movimentar algo em torno de US$ 35 bilhões. Atentos aos movimentos de crescimentos regionais, os executivos acreditam no bom desempenho nordestino. "O Nordeste brasileiro é um dos mercados onde as vendas terão grande crescimento, principalmente por conta da demanda reprimida", explicou Martins.

Boa parte dos modelos será produzida em território nacional. CCE, Dell, HP, LG, Megaware, Positivo, Samsung e STi (Semp Toshiba Informática) serão as primeiras empresas a fabricar os novos computadores por aqui. Os PCs chegarão ao mercado com preços salgados, a partir de R$ 3,5 mil.

Ultrabook, mais fino e mais potente
A principal novidade que as novas máquinas trazem diz respeito tanto à alta capacidade de processamento quanto à robustez mínima dos modelos. Os computadores ficaram menores, mais leves e mais potentes, alguns modelos possuem telas sensíveis ao toque, agregando funções típicas dos badalados tablets, como iPads e Galaxy Samsung.

0 Opiniões:

Postar um comentário

A MATÉRIA EM AUDIO