Conselho de Ética da Câmara arquiva representação contra deputado João Carlos Bacelar

João Carlos Bacelar
O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados decidiu hoje arquivar a representação contra o deputado João Carlos Bacelar (PR), acusado de nepotismo cruzado, utilização irregular de secretário parlamentar e negociação escusa entre parlamentar e servidor. Dos 21 membros do conselho, 15 estiverem presentes, mas apenas 12 votaram. Onze deputados votaram com o relator, deputado Guilherme Mussi (PSD-SP), inocentando Bacelar. O deputado Antonio Carlos Mendes Thame (PSDB-SP) se absteve. A denúncia de venda de emendas parlamentares foi apresentada em reportagem do jornal O Globo, publicada em junho, baseada em conversas gravadas nas quais a ex-mulher de Bacelar, Isabela Suarez, descreve o esquema. De acordo com a gravação, o deputado, que é empresário na Bahia, comprava emendas de outros deputados federais. Bacelar já é investigado na Câmara por outras denúncias. (Agência Brasil)

0 comentários:

Postar um comentário

Blogroll