Declarações em programa eleitoral do PT rende ação no TRE movida pelo deputado Luizinho Sobral

O candidato a prefeito de Irecê pelo PTN, deputado estadual Luizinho Sobral ingressou com Ação Penal Pública n°193.401/2012 na Procuradoria Regional Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia contra o prefeito Zé das Virgens e o coordenador executivo do Centro de Assessoria Assuruá e coordenador do Território de Irecê, Mário Augusto Almeida Neto (Jacó), por declarações no programa eleitoral gratuito da chapa majoritária do PT. Segundo Luizinho, “as acusações de Jacó são mentirosas e levianas”. Imediatamente após o programa eleitoral do PT, o deputado apresentou Certidão de Antecedentes Criminais para comprovar que nunca teve problemas com a Polícia Federal ou com as Justiças Estadual ou Federal.

“Não podemos aceitar que, num momento como este em que estamos disputando uma eleição de uma cidade como Irecê, o programa eleitoral seja usado desta forma para enganar o eleitorado e, principalmente, macular a imagem de um homem público com mentiras”, enfatizou Luizinho Sobral. De acordo com o jurídico do candidato, o programa eleitoral do PT infringiu os artigos 323 do Código Eleitoral (divulgação de fatos inverídicos sobre candidatos); o 325 (crime de difamação) e o 326 (crime de injúria eleitoral). "Não vamos baixar o nível da campanha como eles estão fazendo, em respeito às famílias de Irecê. Mas todas as agressões dirigidas a mim serão respondidas na Justiça", concluiu Luizinho Sobral. (Irecê Repórter)

0 comentários:

Postar um comentário

Blogroll