Assaltantes usam reféns para arrombar Banco em Banzaê

Os assaltantes já chegaram a cidade com sete pessoas de reféns.
Aproveitando o período de carnaval, quando boa parte dos policiais lotados no interior do estado vai reforçar a segurança da festa na capital, os assaltantes de Bancos aproveitaram a madrugada de sábado (05), para estréia uma nova modalidade de roubo ás agências bancárias. Depois de praticarem o método de seqüestrar famílias dos gerentes e dos tesoureiros, de chegar atirando nas cidades, fazer escuto humano, utilizando os clientes e na fuga, atear fogo em carros, oito dos assaltantes já chegam à cidade de Banzaê com reféns e forçaram a quebrar a agência e colocar os caixas eletrônicos em dois carros e fugirem levando todo dinheiro. Os reféns forma liberados por volta das 05hs da manhã, em uma estrada vicinal de acesso a Comunidade do Tabuleiro.

Como tudo aconteceu – Não se conhece nem um filme até o momento que tinha narrado um fato desta natureza que pudessem ter inspirado os assaltantes agirem assim. Segundo um dos reféns, os assaltantes chegaram por volta de meia noite a cidade e já estavam com sete pessoas que tinham sido feito reféns no povoado São João da Fortaleza, município de Cícero Dantas. Ao chegarem a Banzaê, abordaram outras pessoas que estavam em duas lanchonetes e uma pizzaria, fazendo também reféns.

Com todo este pessoal sob seus domínios, os assaltantes levaram até a agência bancária e obrigaram a quebrar o banco o colocarem os caixas eletrônicos em cima dos carros que eles estavam utilizando. Eles tentaram arrombar o cofre da agência mais não conseguiram. Irritado, um dos assaltantes atirou em um homem que estava na esquina observando todo movimento. Ainda com identidade desconhecida, ele foi ferido e está internado no Hospital Geral Santa Tereza em Ribeira do Pombal, dois dos reféns conseguiram fugir pulando o muro da escola vizinha ao banco antes dos assaltantes deixarem à agência.

Os assaltantes ficaram 01 hora e 20 minutos na agência e fugiram por uma estrada vicinal de acesso a Comunidade do Tabuleiro, onde liberaram os reféns, depois de pedirem para eles tirar os caixas eletrônicos de cima o carro e arrombar. Ao perceber depois de um certo tempo que eles não iriam conseguir, os assaltantes desistiram e prosseguiram a fuga em Ranger e na Strada que roubaram em Banzaê, levando os caixas. Antes, porém, os assaltantes deixaram um veículo tipo Montana, para os reféns retornar a cidade. Dentre os reféns, estava o proprietário do veículo Strada e o mesmo foi avisado que seu carro iria ser deixado em algum ponto da estrada. Já o proprietário da Ranger, também foi feito refém e em uma descuido dos assaltantes, fugiu pulando o muro da escoa vizinha a agência. Até o fechamento desta matéria, a polícia não tinha pista dos assaltantes.

Por: Valdemí de Assis/foto: Blog do Bruno
Fonte: www.calilanoticias.com 

4 comentários:

  1. o governo da bahia tem q envestir mais na segurança da bahia
    ta violenta demais daqui um tempo vai tar pior do que o rio de janeiro e sao paulo

    ResponderExcluir
  2. A única viatura da polícia encontra-se em Salvador desde o dia 28.02.2011, para apoiar a festa de carnaval, enquanto a cidade estava apenas com um policial militar de plantão a pé. VERGONHAAAAAAAAAAA.

    ResponderExcluir
  3. O povo Baiano não deveria reclamar de violencia,votaram no pt agora vão reclamar de que !!!! num estado que sua frota de viaturas são alugadas vc quer o que de um governo desse,nunca vi dizer que se aluga viaturas, o estado compra, como é em são paulo e rio etc. na Bahia aluga kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk isso é coisa do pt.

    ResponderExcluir
  4. Eu até entendo a sua preocupação em relação a violência, o que não entendo é que você se desconhece como funciona a frota de viaturas dos Estados citados; pois não mais se compra viaturas e sim, aluga-se. Portanto, a sua explicação no mínimo é descabida e acompanhada da ignorância do desconhecimento.

    ResponderExcluir

Blogroll