Operação em Amaralina é prévia para instalação de Bases Comunitária

A operação conjunta iniciada na madrugada desta sexta-feira (25) no bairro do Nordeste de Amaralina, em Salvador, é tida como o primeiro passo para a instalação de um modelo semelhante ao das Unidades de Polícia Pacificadora que existem no Rio de Janeiro. Na capital baiana, a ocupação de áreas tomadas pelo tráfico e violência dará origem ao projeto de Base Comunitária de Segurança. O objetivo é ajudar a reforçar a presença do estado nas comunidades e garantir a tranqüilidade da população.

O Capitão Marcelo Pita, responsável pela comunicação da Polícia Militar, afirmou que o bairro será o segundo ter a Base instalada. A partir da atuação das polícias Civil e Militar nesta sexta-feira (25), com ação de 900 policiais, o governo terá uma dimensão das dificuldades para instalação das Bases de Segurança em breve.

A operação tem apoio da Superintendência de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública e se estende também para os bairros de Santa Cruz, Chapada do Rio Vermelho e Vale das Pedrinhas. A ação da polícia deve continuar até que os 30 mandados de prisão expedidos sejam cumpridos, mas já resultou na morte de suspeitos de envolvimento com tráfico de drogas. Um deles seria o traficante conhecido como “Camisinha”, cujo nome é Luiz Fernando Anunciação da Cruz. (BOCÃO NEWS)

0 Opiniões:

Postar um comentário

A MATÉRIA EM AUDIO