Mulher desconfia de magia negra e coloca nomes de vizinhos na boca de mãe morta

Índia pataxó Hãhãhãe, Marinei dos Santos Rodrigues, 51 anos, morreu vítima de câncer

Moradores de Camacan, no sul da Bahia, estão assustados com um caso envolvendo a morte de uma índia pataxó Hãhãhãe. Marinei dos Santos Rodrigues, 51 anos, morreu na noite desta sexta-feira 7) vítima de câncer.

A filha dela, no entanto, desconfiou que a morte da mãe foi provocada por um ritual de magia negra feita pelos vizinhos e resolveu se vingar. Marileide Dias Conceição, 30 anos, escreveu os nomes dos vizinhos da Rua do Sarampo em um papel e colocou na boca da mãe durante o velório.

Marinei foi enterrada na tarde do último sábado (8). Logo depois, os vizinhos descobriram a história e procuraram a delegacia local para relatar o fato ao delegado. Indignados, eles pediram à polícia que fizesse a exumação do corpo para que a lista fosse retirada da boca da índia.

Porém, o delegado João Mendes da Costa Neto, titular da delegacia da cidade, disse que não pode fazer a exumação: “Não seria viável, porque o código de processo penal não autoriza este tipo de coisa. Eu sugeri que eles procurem o Judiciário”.

Marileide chegou a ser levada à delegacia, onde teria incorporado um espírito que foi expulso por um policial que também é pastor evangélico. Ela contou aos policiais que estava sofrendo ameaças dos vizinhos e foi orientada pelo delegado a retornar outro dia para registrar a ocorrência.

Marileide acredita que a mãe foi vítima de magia negra
 feita pelos vizinhos.
“Eu pedi que ela viesse aqui para fazer a ocorrência de ameaça ou eventuais lesões corporais, e ela ainda não veio. Porque aí sim seria o caso de a gente intervir”, completa o delegado. Os vizinhos negam as ameaças.

O administrador do cemitério onde o corpo da índia pataxó está enterrado informou que algumas pessoas estiveram no local e procuraram o túmulo. A situação foi controlada e não houve violação do túmulo.

CORREIO

0 comentários:

Postar um comentário

Blogroll