Professora do Colégio Estadual Maxminio Martins discrimina menor chamando de negrinho.

Os alunos da Escola Estadual Maximino Martins do Distrito de Salobro, se supreenderam com um fato protagonizado pela professora Melvina de Fátima Araújo, ela simplesmente ofendeu um aluno de iniciais S. M. S., menor de idade afro-descendente o chamando de “negrinho” em uma reunião de Pais de Alunos que aconteceu no pátio do Colégio Estadual em Salobro Município e Comarca de Canarana Bahia.

A mãe da vítima de preconceitos raciais a Srª Irlan Mendes de Oliveira que estava presente na reunião, vendo seu filho ser discriminado sendo chamado de negrinho pela professora diante de vários pais de alunos e usando outras palavras que caracterizava discriminação, e sabendo que há muito tempo o menor vem sendo discriminado pelos os demais alunos da Sala, resolveu registrar queixa na Delegacia de Polícia da Cidade de Canarana contra a Professora Melvina.

Nesta sexta-feira 01 de Abril de 2011 todos foram ouvidos pela delegada de Polícia desta Cidade. O mais incrível foi durante a reunião citada acima, estava presente o Conselheiro do Conselho Tutelar de Canarana o Sr. Cornélio Martins (Junior) que não se manifestou em defesa do menor, ficando calado sem nada falar para defender o mesmo, que também foi chamado na Delegacia permanecendo calado.

Na audiência Melvina pediu desculpas para a mãe e a criança, e pediu encaresidamente, e pelo Amor de Deus que não prossguisse com o processo, pois falta menos de um ano para sua aopsentadoria e não podia ser prejudicada com uma ação na Justica, e se comprometeu diante da Delegada que fará uma nova reunião onde irá esclarecer aos demais porfessores e aos pais dos alunos e pedir desculpas em público.
O Texto acima foi redigido baseado em declarações feitas pela a mãe da criança ao Site de Notícias Bahia em Focos.
O Site está a disposição da Professora Melvina de Fátima para que ela possa postar suas declarações a respeito deste fato o qual a Srª Irlan Mendes de Oliveira nos reportou.
Deixe seus comentários abaixo ou clique aqui.

Leia Outras Notícias de Salobro Bahia:
Animais alimentam na área do Colégio Estadual Maximino Martins em Salobro.
Ilderley Martins, um dos prováveis nomes para concorrer as eleições municipais de 2012.
Salobro poderá ter sinal de celular da operadora vivo em breve.
Acidente grave na BA 432 mata o jovem Mario Sergio Ribeiro, “Gego” Funcionário da Andrade Eletromóveis.
Rádio Nova Fm de Salobro completa um ano no ar, Parabéns a toda equipe.
Membros da Associação Comercial de Salobro se reuniram com Governador Jaques Wagner
Correntistas de Salobro e Região poderão mudar sua contas bancarias para outra instituição financeira.
Será que a coelba estará aguardando um acidente grave para remanejar poste?
Parte do teto dos correios de Salobro cai, e funcionarios trabalham com mascaras por causa do mau cheiro.
SALOBRO: Homem armado de peixeira agride esposa do sobrinho.
Por pouco brigas de gatos não se transformam em tragédia em Salobro.

57 Opiniões:

  1. É triste este tipo de situação!!!

    ResponderExcluir
  2. Estou estudando neste colegio, e ja vi muita discriminação com alunos por parte de professores sem qualificacao para execer o cargo de professor, ensinando somente pelo o salario, inclusive Ruam Carlos 2012 conseguiu juntamente com os demais alunos do 3 ano de magisterio derrubar a diretora ou seja fazer com que a direc transferisse a diretora para outro colegio.

    ResponderExcluir
  3. sera que a justica não vai fazer esta professora pagar pelomenos 10 cestas basicas para a populacao carente da rua de baixo, cade a justica do nosso estado, tem que pelomenos punir com servicos voltados para a sociedade para que sirva de exemplos para muitos outros que fazem a mesma coisa e que não são denunciados.

    Atencao Justica
    Exiga que esta professora pague pelomenos umas cestas basicas para os mais carentes de salobro.

    ResponderExcluir
  4. No ano de 1987, sofri tão grande perseguição por parte dessa professora que, abestalhadamente, desisti da escola Educandário Cenecista Catão Dourado na 3ª Série do Ensino Médio (magistério), e veja que essa escola pagava os vencimentos de seus funcionários com o pagamento da mensalidade pelos alunos, não era escola pública. De constrangido, fiquei 8 anos sem terminar o ensino médio.

    ResponderExcluir
  5. Você ouviu a versão da mãe, porque você não ouve a versão da professora?
    Será que foi assim mesmo?
    porque fiquei sabendo de outro jeito.
    mas também não sei pq não estava lá.
    por isso precisa testemunha.

    ResponderExcluir
  6. Não sou advogado, mas, tenho opinião própria. Não participei da reunião, mas pessoas de crédito que estiveram presentes comentaram e eu ouví. Da forma que a professora se expressou, não vejo como discriminação. qualquer um de nós ja cometemos este tipo de deslise; não por maldade; pela nossa falta de bons costumes as quais chamamos de: "nossa cultura." assim sendo, dizer que tem que dar cestas para o pessoal da Rua de Baixo, também pode ser caracterizado discriminação.Sal.04/04/11

    ResponderExcluir
  7. izaltide é brincadeira era so o que faltava
    racismo é crime sabia pode da cadeia

    ResponderExcluir
  8. Jayne Miranda diz:

    Para que pior descriminação cogitar que as pessoas da Rua Antônio Ramos Dourado (Rua de Baixo) sejam precisas de ajuda ou de sexta básica? Será que são só essas pessoas que tem necessidade aqui? Desnecessário o comentário, pois o mesmo está usando uma forma de preconceito contra os moradores Lá.

    Fui aluna da professora Fátima por cinco anos e ela sempre teve seu jeito muito meigo de tratar as pessoas mesmo estas estando errada. Portanto o que deveriam eram ter provas concretas de que a professora usou suas palavras propositalmente para atingir o aluno. O que ficamos sabendo foi que ela teria dito assim: "Pense em um neguinho inteligente". A mãe do menino usou de má fé para fazer esse tipo de denuncia. Por favor, né gente...

    ResponderExcluir
  9. Pessoas com o péssimo hábito de serem negativas, e de destorcer as palavras por nao ouvir direito ou melhor,por achar que nunca vai errar neste mundo de ilusão, simplismente, entram no fundo da alma de alguem para lhe tirar a paz.As vezes pagamos caro por uma palavra mau colocada.Nao vejo mal nenhum em alguém dizer carinhosamente :Que negrinho inteligente!Que mal tem nisso?

    Nao permita que pessoas com o pessimo hábito de serem negativas,derrubem as melhores e mais sabias esperanças de seu coraçao.Lembre-se ha poder em nossas palavras e em tudo que pensamos.Para quem ler essa mensagem, nao de deixa influenciar... e nunca tome decisoes precipitadas...

    ResponderExcluir
  10. Pessoas com o péssimo hábito de serem negativas, e de destorcer as palavras por nao ouvir direito ou melhor,por achar que nunca vai errar neste mundo de ilusão, simplismente, entram no fundo da alma de alguem para lhe tirar a paz.As vezes pagamos caro por uma palavra mau colocada.Nao vejo mal nenhum em alguém dizer carinhosamente :Que negrinho inteligente!Que mal tem nisso?

    Nao permita que pessoas com o pessimo hábito de serem negativas,derrubem as melhores e mais sabias esperanças de seu coraçao.Lembre-se ha poder em nossas palavras e em tudo que pensamos.Para quem ler essa mensagem, nao de deixa influenciar... e nunca tome decisoes precipitadas...

    ResponderExcluir
  11. Não estava lá pra saber de que forma a professora expressou a palavra negrinho...
    Mas, somos humanos e humanos eram. E sempre merecemos uma segunda chance... Situação ruim para a família do menor (gosto muito da mãe) e também situação ruím para a professora (fui aluna dela muitos anos e gosto muito da mesma.
    Mas, deixando aqui minha opinião, acho que diante de tudo, em pedir desculpas em público, e de se justificar, arrepender, reconhecer e ser humilde, já é uma grande lição e expemlo para todos nós.
    à mãe do menor = Perdoe para ser perdoada.
    à professora = Tenha fé, pois os maus dias passarão e os bons dias virão.

    ResponderExcluir
  12. Esse tipo de atitude é inaceitável,vivemos em um país onde a diversidade racial é muito grande e a Bahia é o estado onde possui a maior população negra do Brasil.
    Somos todos iguais com os mesmos direitos e deveres perante a Constituição Federal.

    ResponderExcluir
  13. A professora Melvina de Fátima traz uma linda tragetória na história da educação de Salobro! Ela, foi minha professora durante o antigo Ensino Fundamantal II (de 5ª a 8ª séries). Enquanto eu fui sua aluna, nunca presenciei nenhuma atitude dela que levasse os eduacandos ao constrangimento. Hoje, sou professora, mas a defendo não por estar na mesma profissão que ela, mas por ela ter conseguido me cativar durante os meus anos de escolaridade; digo cativar, não só no sentido das aprendizagens, mas pela enorme facilidade que ela tem em não só ensinar, mas educar com amor!
    Portanto, não acho que a professora tenha usado a expressão "negrinho" como uma forma de preconceito e sim como uma forma de carinho que não foi entendida pela mãe da criança!

    E cadê as palavras da professora nessa reportagem? faltou isso!!!

    ResponderExcluir
  14. Como é que voce (editor do site), uma pessoa da imprensa, que deveria ser mais justo ainda, não colhe as duas versões da história, e expõe a imagem de uma pessoa Idonea que sempre deu exemplos de simplicidade e humildade sem se quer deixar chance da mesma se defender, Isso pra mim é um ato de covardia por que você tem em suas maos a ferramenta para expor o que você particulamente acha certo ou errado por se tratar de um site particular.( A professoara na verdade fez um elogio de uma forma carinhosa "Pense num Neguinho inteligente!!!" exautando assim as qualidades do aluno que apesar de brincar muito nas aulas se destacava justamente pela sua inteligencia.

    ResponderExcluir
  15. Isso que está acontecendo é tão triste e constrangedor, nem só pra mãe e pra pró mais também pra toda população de Salobro que sempre foi uma família unida "Um por todos e todos por um" isto não poderia ter acontecido, não precisava chegar a esse ponto, nada que uma conversa entre eles não resolvesse, gente procura resolver isto da melhor forma possível, pois tem pessoas boas envolvidas,pessoas que não merece e isso pode ir muito longe, pode ter conseqüências graves sem volta... só peço a Deus que tudo pode se resolver da melhor forma possível e que coisa pior não aconteça... Jesus abençõe ambas as partes.

    ResponderExcluir
  16. Eu sou aluna a muitos anos da professora Fátima,sempre houve muito respeito por parte dela a seus alunos,ela é muito carinhosa e tem um jeitinho todo especial de nos tratar,não vejo nada de mais dizer "Que neguinho inteligente"
    Acho que descriminação é muito mais que isso gente,pelo amor de Deus!!!

    ResponderExcluir
  17. Eu sou aluna da professora Fátima e estou indignada com a reação ridicula desta mãe,ela só pode está precisando de algum R$$$$$ para ter esse tipo de atitude!!!
    Neguinho é uma forma carinhosa usada por nós baianos e nordestino...

    ResponderExcluir
  18. Que absurdo o que estão fazendo com a professora Fátima...por que vocês não citam o nome do aluno,estão com medo de que todos vejam que ele também usa de discriminação com as pessoas e nem por isso é julgado!
    Que Familinha problemática essa hein?

    ResponderExcluir
  19. Eu mesma costumo ser chamada carinhosamente pelos meus amigos e familiares de neguinha e não vejo nada de mal nisso,afinal de contas isso é bem tipico de nós baianos.

    ResponderExcluir
  20. Essa mãe deveria era ficar linsongeada ao receber esse tipo de elogio..."Pense num neguinho inteligente?"
    Eu ficaria!
    E vc???

    ResponderExcluir
  21. Tenha fé em Deus professora Fátima Deus conhece e sonda os nossos corações Ele não permitirá que a senhora saia prejudicada nessa ridicula situação!
    Pra isso temos uma Justiça que sabe diferênciar as coisas...

    ResponderExcluir
  22. UMA APAIXONADA PELA EDUCAÇÃO.
    EM UMA DE SUAS DECLARAÇÕES A PROFESSORA MELVINA FALOU ASSIM: (EU AMO O QUE FAÇO, EU AMO SER PROFESSORA, EU TRABALHO POR AMOR)
    OUVINDO AQUILO QUE SAIU DA BOCA DELA E OLHANDO NOS OLHOS DA MESMA, ME EMOCIONEI,DAVA GOSTO DE OUVIR NA DOCURA DE SUAS PALAVRAS E NO BRILHO RELUZENTE ENCONTRADO NOS OLHOS.
    QUANTO AMOR ELA TINHA NO CORAÇÃO, E AS HISTÓRIAS TRISTES DE TANTAS CRIANÇAS, ADOLESCENTES E ATÉ ADULTOS QUE LHE PROCURAVAM PARA DESABAFAR DOS PROBLEMAS FAMILIARES E ELA SEMPRE PRONTA PRA OUVIR.
    ALÉM DE PROFESSORA PSICOLOGA.
    ÁÁÁ! SE TIVESSEMOS PELO MENOS UMA PROFESSORA DESTA EM CADA COLÉGIO DO MUNDO NÃO HAVERIA DESCRIMINAÇÃO DE ESPÉCIE ALGUMA.
    TENHO GRANDE CONFIANÇA EM DEUS EM PRIMEIRO LUGAR E TAMBÉM NA JUSTIÇA DOS HOMENS QUE SÃO GUIADOS POR AQUELE QUE ESTÁ NO ALTO, QUE TUDO SERÁ ESCLARECIDO.
    ACREDITO QUE ISSO FOI MAL INTERPRETADO E QUE NA FALA REAL DA PROFESSORA HOUVE TODO UM CONTEXTO O QUE NÃO FOI COLOCADO NA MATÉRIA.
    PELA CARREIRA DE UMA MULHER INTEGRA E RESPONSÁVEL QUE DEDICOU E DEDICA A MAIOR PARTE DA SUA VIDA AOS FILHOS E FILHAS DAS FAMILIAS DA COMUNIDADE DE SALOBRO.

    ResponderExcluir
  23. Gente... vcs não entenderam ainda.. rsrrrss a mãe da criança só quer uma indenização e usou da situação para issoO!!
    Tudo isso prova a falta se sensibilidade por receber elogios por parte da mãeeeeee!!! Que exemplo é esse q ela tá dando para o seu filho? Processar por um elogio.. affffffff!!
    Indenização essa que eu estou torcendo para que ela não consiga!

    Professora Fátima, te adorooO e vai dar tudo certo!

    ResponderExcluir
  24. Tenho certeza que essa mãe interpretou a frase dita pela professora Fátima do modo que lhe fosse conveniente para destilar todo o seu veneno."Pense num Neguinho inteligente!!!" porém brinca muito"exaltou as qualidades do aluno. É uma expressão muito usada por muitos de nós, mas é pena é a maldade dos corações cega o entendimento das pessoas.
    Pro Fátima, que Deus te dê muita força para continuar lutando!
    Não desista, sou mãe e sei como você trata bem o seus alunos

    ResponderExcluir
  25. Como é que você posta em um site uma reportagem com um conteúdo errado,pois você só ouviu uma parte e ainda dizOs alunos da Escola Estadual Maximino Martins do Distrito de Salobro, estão chocados com um fato de covardia protagonizado pela professora M...Você é louco?
    Já vi que você não conhece direito a Professora e nem seus alunos ela é muito amada e respeitada em sua profissião,indignados estamos com essa reportagem fuleira!

    ResponderExcluir
  26. sabe esses comentários a favor da professora são todos de professores, que faz do mesmo jeito e fica por isso mesmo.
    gente vamos reconhecer o erro dessa professora e que justiça seja feita. é o que se espera né?

    ResponderExcluir
  27. COMO DIZ NA REPORTAGEM, QUE ESTA TODO MUNDO EM CHOQUE COM O ACONTECIDO. ESTA SIM! TODOS EM CHOQUE COM A ATITUDE DA MAE DA CRIANÇA, COISA SEM NOCÃO, PREJUDICAR ALGUÉM QUE NÃO TEVE A MENOR INTENÇÃO DE OFENDER O MENINO. FATIMA VOCÊ VAI SAIR DESSA, ESTAMOS TORECENDO POR VOCÊ!
    ENGRAÇADO QUE NINGUÉM LEMBRA DA CULTURA DO POVO BRASILEIRO. EU MESMA SOU NEGRA. E NÃO ME IMPORTO QUE ME CHAMEM DE NEGA OU NEGUINHA. . TENHO ORGULHO DA MINHA RAÇA. SEJA SOLIDARIA " IRLAN" E ASSUMA A NOSSA RAÇA! SOMOS MORENAS NEGRAS COM ORGULHO!

    ResponderExcluir
  28. Ridículo isso Irlã, a forma que a professora Fatima referiu seu filho não foi de preconceito, que eu conheço ela e sei que ela não é preconceituosa, quem está sendo preconceituosa é você minha cara. "negrinho inteligente" elogiando seu filho e você tá querendo o que com isso?
    Nós moramos num lugar pequeno que todos conhecem uns aos outros, somos uma comunidade, não precisa isso tudo, será que não existem diálogo? o nosso lugar é muito pobre em cultura, você como uma pessoa estudada compreende as coisas não distorce a palavra que a professora Fátima falou. Vejo muita gente falando mal é de você, que você não tem coração e.... Eu sei que mexendo com o filho da gente agente vira fera, mas releva, perdoar faz bem, conversa com ela e entra em um acordo, sejam as duas humildes que é isso que precisamos em nosso lugar " pessoas humilde".Você como agente de saúde e ela como professora, precisamos das duas na nossa comunidade como pessoas humilde que ajuda muita gente.
    obrigado

    ResponderExcluir
  29. Se alguem tivesse chamado seu filho de macaco, negro ousado ou outras coisas, isso sim que é preconceito, mas neguinho inteligente? isso nao eh preconceito racial nao Irlã.
    eu detesto pessoas preconceituosas, porque quase toda a população do Brasil é descedente de afros, só porque tem a pele branca acha que não é decentente de afros? engano porque somos, as pessoas que tem nariz meio achatado, cabelos cacheados, lábios grossos e varias coisas considera sim afro descentente, então acho que isso não é motivo pra você prejudicar uma professora por isso não. Todos nós erramos. "Que não erra atira a primeira pedra". Tenha diálogo.

    ResponderExcluir
  30. VEJA SÓ GENTE NA MINHA MISERA OPINIAO O QUE ACONTECEU EM SALOBRO NESSA ESCOLA A QUAL BARRACO PARECE SER LEMA DELA, FALO ISSO PQ EU MESMO JÁ LEVANTEI UM CONTRA UMA SRA IRRESPONSABILIDADE Q LAH DIRIGIA AKELE COLEGIO E COM A FORÇA DA JUVENTUDE ELA ESCAFEDEU-SE NO POPULAR, ATEH ONDE SEI DA BOCA DE UM PROFESSOR DE LAH DO COLEGIO A PROF FATIMA DISSE "TEM UM NEGIUNHO Q DAH TRABALHO", REALMENTE DEU A ENTENDER Q FOI UMA PERCA DE CONTROLE DAS PALAVRAS DA PROF, POREM KERU LEMBRAR DE UM VELHO DITADO O COSTUME É Q FAZ A BOCA TORTA, ENTAO NAO ESTOU A FAVOR DE NINGUEM, MAIS QUEM CONVIVEU EH QUEM CONHECE, SEM PUXAQUISSE SALOBRENSES DEIIXEM SUA OPINIAO NA INTEGRA E NA MAIS VERDADE POSSIVEL!!

    ResponderExcluir
  31. Salobro acoorda hoje em diia até se vc chamar alguem de goordo vc é processado, imagina de negro?
    acrediito eu q amoor por educacao existe siim, mais desde qnd haja o salario todo mes, é triste ver q salobro ainda tem essa mentalidade, ainda chamam a familia de samuel mde problematiica??só deus pq acho q em salobro nao existe pessoa mais bondosa do q a mae do garoto isso eu garanto, eu bem conheço alguns professores tiranos que lá habitam o velho Maximino e nao soh eu seii mais como muiitos, naoo se esquecam O LOBO ANDA VESTIIDO DE CORDEIIRO, abram suas mentes povão de salobro chega de apanhar de todas as formas!!!

    ResponderExcluir
  32. Tem certos posts acima, que ainda da pra engolir, mas tem certas coisas que foram ditas, que sinceramente, é uma vergonha.Chegar ao ponto de insinuar que a mãe do menino está querendo dinheiro, gente em que mundo nós estamos??... queremos resolver o problema, dessa forma não da, assim ta é criando outro, da mesma maneira que não se pode garantir o que a professora falou, n se pode falar que a intenção da mãe é ganhar dinheiro com isso. estão julgando sem saber.

    ResponderExcluir
  33. dedicar a maior parte do tempo a filhos e filhas das familias da comunidade de salobro. axo que é demais, daqui a pouco vão apelar ate para obras de caridade, vamos encarar a realidade de frente antes de ficar julgando uns e outros.

    ResponderExcluir
  34. Se ela faz um bom trabalho como Professora, isso é ótimo, ela esta cumprindo com sua obrigação só que, uma brilhante carreira, não vai justificar um erro. Se ela errou tem mais é que reconhecer o que foi feito e não tentar colocar remendos como muitas pessoas ae ficam fazendo, todo mundo erra, ou ela eh diferente de nós humanos? O que ta faltando é Salobro axordar pra realidade. Somos carne e osso, a cor não é nada, quando morre tudo acaba em carne podre! Pra que essa discriminação toda?
    Quem é educador(a) como ela, deve saber que não se pode usar sertos termos num espaço de trabalho, mesmo que sem intenção, e por mais que tenham encarado como "elogio" o que eu n consigo entender que foi... foi no ambiente errado e na hora errada, vamos vê, pq ela não deu outro exemplo com outro aluno " esse é um branquinho inteligente" emm??? vai dizer que ela faria isso? Claro que não, porque mesmo na brioncadeira ela escolheria uma pessoa de etnia negra. vamos parar e pensar nisso.

    ResponderExcluir
  35. Salobro é uam lugar maravilhoso,um lugar super acolhedor, pessoas ótimas moram ai...Sinto muita saudades! a professora Fátima é uma ótima pessoa, ja tive oportunidede de prestigiar seu trabalho. Não tiro a razão de pessoas elogiarem seu trabalho, realmente são anos de escola. Só que infelismente ela errou. é muito dificil falar isso pelo falto de adimirar muito ela. só que pra todos vocês de salobro, ai issopode não ter sido nada, por que é um lugar pequene, todo mundo conhece quase todo mundo, e acha tudo normal, só que quando você sai pra morar em outro lugar, você vê outra realidade, isso poderia ate dar cadeia. apelar para cor de uam pessoa, ainda mais de uam criança indefesa, gente vamos evoluir, vamos acordar pra vida, o mundo todo ja esta atento, todos dia vemos nos telejornais casos e mais casoso de descriminação. Salobro precisa crescer e evoluir, e pra que isso aconteça tem que começar dessas pequenas coisas.
    Que essa situação triste sirva de exemplo pra todo mundo! um abraço a todos dessa minha terrinha!

    ResponderExcluir
  36. A RESPEITO DESSE COMENTÁRIO, QUE ALGUEM DEIXOU AI, DIZENDO QUE O COMENTÁRIO É DE PROFESSOR, VOCÊ JULGOU MAL.NÓS NAO SABEMOS DO DIA DE AMANHAM, DEIXAMOS QUE DEUS FAÇA A JUSTIÇA,E NAO JULGUE PARA NAO SER JULGADO.VOCÊ NAO SABE SE AMANHA NAO É VOCÊ QUE VAI PASSAR POR ESSE CONSTRANGIMENTO.

    ResponderExcluir
  37. ashashashashashashahshahshhasas
    E esse comentário aí...
    "sabe esses comentários a favor da professora são todos de professores, que faz do mesmo jeito e fica por isso mesmo.
    gente vamos reconhecer o erro dessa professora e que justiça seja feita. é o que se espera né?"
    Só pode ter sido de alguém bem próxima da mãe ou mesmo a própria!!, pois vejam quantos comentários temos acima!!!
    São simplesmente de pessoas que já foram ou ainda são alunos dessa professora e que realmente reconhecem a pessoa íntegra e maravilhosa de Fátima!!!!!! mas falou uma coisa q eu gostei... que a justiça seja feita... e se for feita da formas correta, a professora será vitoriosa!!! \o/\o/

    ResponderExcluir
  38. NEM TODOS QUE ESTÃO DO LADO DA PROFESSORA SÃO PROFESSORES, EU MSM SOU ALUNA DO COLÉGIO ESTADUAL MAXIMINO MARTINS E ESTUDO O 2°ANO DO ENSINO MÉDIO,SOU ALUNA DA MSM A MAIS DE 5 ANOS E SEI Q ELA SERIA INCAPAZ DE COMETER ESSE TIPO DE PRECONCEITO,POIS TRATA TODOS NÓS ALUNOS COM IGUALDADE, AMOR E MUITO RESPEITO,NOS ALUNOS ESTAMOS INDIGINADOS COM TAMANHA INJUSTIÇA Q ESTÁ ACONTECENDO COM A NOSSA TÃO QUERIDA PROFESSORA FÁTIMA...
    PRÓ FÁTIMA TENHA FÉ EM DEUS, Q VC SAIRÁ DESSA...

    JOARA RIOS

    ResponderExcluir
  39. Cléia salobro á Sao Pauloquarta-feira, 06 abril, 2011

    Só uma pergunta!! porque que todas as pessoas que deixaram aqui seus cometários,nao mostrou a cara,todos anônimos...é dai que começa isso tudo...vamos la gente..até onde e quando vocês vão se esconder diante de tantas coisas erradas aconteçendo ai...e pelo que li, ainda tem gente defendendo a professora...fala sério.

    ResponderExcluir
  40. Bahia ta fikandoo famosa em,axo qe vo voltar pra ai...afff

    ResponderExcluir
  41. Quem digita um texto cheio de erros ortográficos ("pedio","mae","justica" !!!!!!) Deve mesmo ser contra professores!
    O sistema de ensino evoluiu muito, pena que chegou a esse ponto.O professor sempre é o culpado, o aluno e os pais sempre têm razão.
    Que bom o tempo em que a professora era respeitada e os alunos temiam perder o ano...
    Será que a Alcione foi processada por cantar a música: "Você é um "negão" de tirar o chapéu?
    Ou acham que "negrinho" tem sentido perjorativo e "negão" não?

    ResponderExcluir
  42. Sou aluna da professora fatima a mais de 5 anos e acreditem ela é uma pessoa tão humana que sempre que precisei dela , ela nunca mediu esforços para mim ouvir e ajudar.A vcs comunidade de Salobro a quantos anos conhece a Professora e sua familia, sabe de sua procedencia e amor pelo que faz,e de sua simplicidade.Vc Irlãn quer destruir uma pessoa porque elogiou o teu filho?? Se fosse ao contrario como vc é agente se manifestasse de forma carinhosa com alguem e esse alguém lhe acusasse de racista como vc reagiria.Vc é uma coitada, pobre de espirito, deve estar usando isso para ser indenizada e pagar suas dividas,Será que vc dorme com a conciencia tranquila.....

    ResponderExcluir
  43. Pro Fatima Deus é misericordioso e te conhece e sabe que não agiu e má fé.Vc é uma guerreira e obrigada por educar nossos filhos com tanto amor e dedicação.Deus é contigo sempre.

    ResponderExcluir
  44. QUANDO FUI ALUNO DA PROFESSORA EM QUESTÃO, ELA FALAVA E ACREDITAVA MUITO EM "ANJO-DA-GUARDA". TALVEZ POR ISSO E POR SER QUASE PADRA(E), TÁ CHEIO DE anjos-da-guarda NA SUA DEFESA!!

    ResponderExcluir
  45. Háhaha....
    Se a "IRLÃ' ta tentando mover um processo por causa de "ELOGIOS" ...
    Vamoos lá minha gente mover um processo tambem por traição,
    Né mesmo Irlã, ou devo dizer tia IRLã??
    Ou vai me desculpar, se vc ainda estiver casada, mais não tô mentindo... Processo por elogios?ai não, mais uma determinada mulher, deveria siim mover um processo em cima de suas costas por "TRAIÇAO" (ADULTERIO)...OU melhor trafico de maridos.

    se tivesse pensando em recuperar a diginidade de seu filho, devia tentar recuperar a sua 1º, se é que vc ainda tem.

    bjoos IRLÃ pense nisso.... e tire suas proopias conclusões...

    ResponderExcluir
  46. Pq vcs nao poe ela no altar??...no lugar da Santa...Ai ela seria a padroeira de Salobro!! que tal????Gostaram da ideia... ah fala serio, acho que já Deu pra salobro...

    ResponderExcluir
  47. Estar nas maos do senhor....
    o q elee quizer será feitoo'
    + sinceramentee naum acreditoo q a professora fatima seria capaz de falar isso com mal intençao'
    só isperoo q estee pesadelo acabe para anbas as partes'

    ResponderExcluir
  48. 1º Ao "Jornalista" Caro Messias um bom jornalista prima pela imparcialidade, você como "jornalista" não pode tomar partido e tentar influenciar a opinião das pessoas. olha bem como você publicou a notícia, totalmente parcial. Sem contar os erros de concordância hein. Este site está sendo visitado cada vez mais por mais pessoas que moram até fora de salobro, e você com esses erros de português vai matar nossa comunidade de vergonha.

    2º) Ao anônimo. Que sugeriu dar cestas Básicas às famílias da "Rua de Baixo". Você também é preconceituoso. Aquela Rua tem nome, RUA ANTÔNIO RAMOS DOURADO" e não é só lá que tem necessitados, conheço algums que por bom senso não vou citar o nome, moram no centro de Salobro.

    3º) Ao RUAN CARLOS, para um pretendente a vereador, você está com um português pífio, em um pequeno comentário olhá só quantos erros de português. MISERA (cadê o acento no i?) OPINIAO = (Cade o tio no A?), PQ (abreviado? você não está no msn, e sim se dirigindo a muitas pessoas) AKELE (com K. Meu Deus!) LAH (pra que esse H?) KERU (isso aí era pra ser "quero"?)PUXAQUISSE(kkkkkkkkkk).

    4º)À mãe do garoto. A senhora não acharia melhor pendurar uma melancia no pescoço. Quando eu estudava, certa vez na volta das férias a profª me pediu para fazer um desenho livre. desenhei dois bonecos e ela me perguntou: O que você desenhou? e eu respondi. São dois neguinhos? fui preconceituoso?

    5º) à professora, mesmo que não tenha sido com má intensão, foi um erro. Cabe a nós pensar duas vezes antes de expressar qualquer palavra.

    ResponderExcluir
  49. Quero deixar aqui o meu sentimento de repúdio pela atitude do editor desta notícia. Sempre faço comentários a respeito das notícias publicadas pelo Sr. Messias, porém hoje fui surpreendido ao receber a seguinte menssagem após tentar enviar um comentário sobre a notícia acima:(SEU COMENTÁRIO SERÁ POSTADO APÓS APROVAÇÃO). puxa vida! Um "jornalista" promovendo a censura? Se o responsável por este site lesse o Artigo 5º, inciso IX, DA CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA, Talvez mudaria de idéia.

    ResponderExcluir
  50. MEU DEUS! TEM UM COMENTÁRIO ACIMA, QUE O AUTOR DO MESMO, PODE TER FREQUENTADO A ESCOLA; MAS, ESTUDAR?... MEU! O CARA ESCREVE TUDO ERRADO. ISSO É DISCRIMINAÇÃO AO SEU IDIOMA NATAL; "A LINGUA PORTUGUESA". TEM OUTRO AÍ: "MADRA" O QUE É MADRA? O QUE É PUXAQUISSE? O QUE É LAH? MEU DEUS!

    ResponderExcluir
  51. Êta VANGE,
    Diante dos diferentes conhecimentos que tem os leitores do BAHIA EM FOCOS, se interpreta o que querem dizer nos comentários, independente dos erros. O comentário acima (de VANGE) faz correções, só que... Veja:
    * TEM UM COMENTÁRIO ACIMA, QUE O AUTOR DO MESMO,...
    - Tem um comentário acima que o seu autor...;
    * ISSO É DISCRIMINAÇÃO AO SEU IDIOMA NATAL
    - Se existe IDIOMA NATAL e é SEU IDIOMA, deve ser como o autor do comentário escreve (não conheço tal idioma);
    * "A LINGUA PORTUGUESA"
    - Sem aspas, teria acento agudo em língua;
    * Ponto e vírgula? Veja: A ESCOLA; NATAL;
    * "MADRA" O QUE É MADRA?
    - Não falta nenhuma pontuação aí?
    Obs.: não encontrei nada grafado como "MADRA" nos demais comentários a não ser do próprio VANGE. Sim, encontrei PADRA(E), que certamente o autor utilizou o vocábulo propositadamente.
    Sei que esse meu comentário deve conter erros, todavia, vamos tentar entender o que as pessoas tentam expressar, sem discriminação!!! (risos)

    ResponderExcluir
  52. Diante de tantos comentários alguns falam o que não sabem. Cada um deve tomar conhecimento geral de tal situação, para depois julgar. Mais o pior erro dessa Comunidade é esse, falar o que não sabe. Essa professora já vez inúmeras coisas para ser admirada, por exemplo, enfrentar com outros professores certa ‘dificuldade’ do Colégio há algum tempo atrás. Estas ações não foram para no site e não teve tantos comentários. Já que esses anônimos são tão cidadão para com os outros, o mínimo que deveriam fazer era ajudar para que o colégio continuasse a educar os seus alunos e manter o seu padrão de ensino. Mais não, ficaram eu seus lugares fingindo que nada estava acontecendo. Jayne Miranda fala muito bem, em relação às cestas. Todos os dias muitas pessoas tratam com discriminação a rua supracitada, e nem por isso estas mesmas são processadas ou algo do tipo. Esta professora é como todo ser humano, ela também erra, estes erros diante de tantos acertos se transformam em nada.
    Outro anônimo disse que ela teria que pagar varias cestas básicas para que servissem de exemplo. Se esses exemplos funcionassem vivíamos em um mundo que não tinha bandido, traficante, etc. Mais uma coisa é certa, as pessoas têm que se conscientizar de seus atos, saber o que estar acontecendo em sua volta para depois falar algo, mais que fale algo para a construção de um mundo melhor em vez de só criticarem.
    Pelo o que já foi dito acima a Professora fez um comentário que suou mal aos ouvidos dos presentes que acharam uma forma de discriminação.
    Só para finalizar , antes que alguém poste um comentário em baixo deste, eu não estou dizendo que a mesma é uma Santa, assim como ninguém é, simplesmente falei o que eu acho, devido ter convivido com a mesma por muitos anos em uma sala de aula.

    ResponderExcluir
  53. já que um postulante a cargo publiico nao pode usar linguagem da net, entãoo beleza!!
    Maiis vc q disse q eu falo errado kkkk, meta as caras e vamos testar conhecimentos!
    Tah ae meu telefone 9966 2437 liga e a gente marca pra fazer um provão oq vc quiser, agora meu linguajar eu num mudo nem a pau!!

    ResponderExcluir
  54. Comentário acima :(...)"erros diante de tantos acertos se transformam em nada" (...)
    Agora vai ser assim, se a pessoa costuma acertar como dizem, e depois erra, o erro não vai ser nada. pelo amor de Deus gente.
    Uma cois não justifica a outra, n vemos o caso do massacre do rio, o cara lá era uma pessoa sossegada, não aparentava fazer mal alguem a ninguém, e de repente mata só 12. Ahhh esse erro se transforma em nada, que é é isso, ele sempre foi tão quieto...
    deixa isso pra lá...
    Se ela errou, o que al ja fez não importa, erro é erro, tem que pagar peloq ue fez. vamos fazer justiça.

    ResponderExcluir
  55. Muito bem a sua citação.
    Esta é apenas uma visão minha. Sei que não estar em jogo a minha visão. Mais o que deve ser levado em conta não é problemas pessoais e sim um problema o qual a sociedade enfrenta a muitos anos e se fosse o caso de fazer justiça, ou se esta mesma desse jeito não tínhamos vivenciado esse crime que " Dourado" supra citou. Se realmente a justiça desse jeito vivíamos em um mundo onde a paz reinaria.
    Há, eu não vim em nenhum noticiário que o autor da chacina do Rio fez algum ato solidário, ao contrario da pessoa que está sendo acusada de discriminação. Mais como diz o ditado "macaco senta em cima do rabo para falar da vida dos outros".
    Só pra finalizar, comparar esse fato que está acontecendo no Distrito com o acontecido no Rio,percebe-se uma grande diferença, bom isso é o que eu acho. Há outra coisa, a Comunidade precisa dessa justiça para atos que aconteceram e acontecem, ,ais que fica tudo em baixo do pano.

    ResponderExcluir
  56. Acho q ela não teve a intençao de o descrimina ao dizer "Negrinho inteligenti" foi mais pra carinhoso!!!

    ResponderExcluir
  57. Diante de muitos comentários que postaram a favor e contra a Professora Melvina de Fátima, há alguns que concordo plenamente, dentre eles o de Mateus, e por mais que critique a professora, a maioria não sabe um terço da história, pois há somente uma versão e, ao meu entendimento para julgarmos alguém precisamos saber os mínimos detalhes possíveis e, para que isso ocorra, as duas versões são necessárias. Convivi com a Professora por muitos anos, dentro e fora da sala de aula e nesta convivência percebi a pessoa e educadora maravilhosa que ela é, aquela que sempre está pronta para nos ouvir por mais atarefada que estejas. Melvina de Fátima Araújo, uma mulher que, para mim não tem igual. Guerreira, e que nunca se deixa abater se tiver algum problema. Creio que ela jamais falaria essa citação por maldade para uma mãe e nem para ninguém de algum aluno ou mesmo de outra pessoa, porque é uma pessoa que vive e morre pela escola e pelos alunos e sei por experiência própria. No tempo em que o Colégio Maximino Martins estava em crise, à professora deixou de viver sua vida e começou a viver a vida do colégio, deixou de ser apenas professora e passou a exercer funções em favor da melhoria dos alunos, uma delas era deixar de curtir seu domingo para fazer faxina na escola juntamente com alguns voluntários, como a mesma. Simplesmente, todos nós erramos e, que atire a primeira pedra quem nunca errou. E do que adianta vivermos neste mundo, se não para darmos o perdão, pois se não perdoarmos, um dia também não seremos perdoados e, muitos vivem deste PERDÃO.

    ResponderExcluir

A MATÉRIA EM AUDIO