Jovem depõe e diz que não disparou tiro que vitimou estudante em Irecê.

Gerlan Nascimento depôs hoje na Polícia de Irecê, acompanhado de advogado.

Gerlan Souza Nascimento, acompanhado de um advogado, se apresentou à polícia de Irecê na manhã desta quarta-feira (16). Ele negou ser o autor do tiro que feriu Clériston de Souza Castro Silva e vitimou a estudante Gilzélia Xavier, 17 anos, em uma festa junina, no último domingo (13), no bairro Vivendas. Clériston continua sob cuidados médicos no Hospital Regional de Irece.

Segundo o delegado Jorge Figueiredo Júnior, Gerlan disse que não estava armado na festa, mas confessou que teve um desentendimento com Clériston. O delegado disse também que o depoimento de Clériston será fundamental para o andamento das investigações e que vai ouvi-lo assim que receber alta médica. Informou ainda que duas ‘testemunhas oculares’ serão interrogadas.

COMOÇÃO – Familiares e amigos acompanharam com muita tristeza e revolta o sepultamento do corpo de Gilzélia, na segunda-feira (14). A jovem era estudante do Colégio Luis Eduardo Magalhães e recentemente vinha desenvolvendo um trabalho escolar no Departamento de Polícia Técnica de Irecê sobre ciência criminalística. Segundo amigos, ela sonhava em ser perita criminal.

O pai da jovem, Gilzélio Alves Rocha, estava inconformado e pediu justiça. “Minha filha foi vítima de uma bala perdida e eu quero que justiça seja feita. Quem fez isso vai ter que pagar. Nós a tínhamos como um criança e de repente perdemos ela”, disse.

MISSA – No próximo domingo (20), às 9 horas, será celebrada uma Missa de 7º Dia em Mirorós, cidade onde Gilzélia nasceu, onde família e amigos prestarão diversas homenagens.

Fonte: Jornal Cultura e Realidade de Irece Bahia.

0 comentários:

Postar um comentário

Blogroll