Operação da Polícia Militar recaptura fugitivos numa ilha deserta de Caravelas.

Policiais militares da equipe do tenente-coronel Antônio Barbosa Neto, do 13º BPM, que estavam no mato desde a madrugada do último domingo (19/09), conseguiram recapturar com vida, todos os presos fugitivos do Complexo Policial de Caravelas na manhã desta terça-feira (21/09), após eles terem sido cercados num matagal da Ilha de Cassurubá, na divisa de Caravelas com Nova Viçosa. Os presidiários conseguiram chegar à ilha a nado e pretendiam ficar no local, que é de difícil acesso.


A operação foi dirigida pessoalmente pelo capitão Luiz Claúdio, comandante da 4ª Companhia da Polícia Militar da circunscrição de Alcobaça e Caravelas. Sete presos fugiram na madrugada do último domingo (19), após a escavação de um túnel por baixo do vaso sanitário de uma das celas do Complexo Policial de Caravelas e tiveram acesso aos fundos da unidade. Todos os fugitivos foram recapturados ilesos pela Polícia Militar de Caravelas e apresentados ao delegado Robson Marocci, com o acompanhamento do juiz Marcus Aurelius Sampaio.

Durante a operação de captura, logo de imediato os policiais civis da equipe do delegado Robson Marocci, recapturaram ainda no trevo da cidade, o detento Renato da Silva Nascimento, o “Cabelo”, indiciado por tráfico de drogas. Na seqüência começou uma perseguição por parte da Polícia Militar em que o capitão Luiz Cláudio, empregou na operação os seus policiais, sargento Lopes, sargento Anjos, e os soldados Delgado, Damião, Paulo Sérgio, Varnes, Medeiros e Alex, que só na Ilha de Cassurubá tiveram êxito na captura dos fugitivos, depois de dois dias e duas noites fazendo buscas na região.

Foram capturados os fugitivos: Fábio Figueiredo Barbosa, 24 anos, preso por tentativa de estupro; Marcelo Calisto de Assis, o “Negão”, 21 anos, preso por tráfico de drogas; José Bernardo da Silva Santos, 22 anos, preso por roubo; Sérgio Pereira Guimarães, 25 anos, preso por roubo; Alex dos Santos, 21 anos, preso por tráfico de drogas, além de Thiago Guilherme Gomes Santos, 21 anos, elemento considerado como de alta periculosidade com diversos crimes de assaltos na ficha e cumpre pena em Caravelas pelo assalto cometido contra a Casa Lotérica da cidade, sendo que ele já havia conseguido fugir uma primeira vez e foi na época recapturado em Itabuna ao trocar tiros com a polícia, por ocasião em que um comparsa dele foi morto.
Fonte: teixeiranews.com.br

0 comentários:

Postar um comentário

Blogroll