Monte Santo (BA), está em segundo lugar da maioria dos que não sabem ler nem escrever

Nas menores cidades do Nordeste que possuem até 50 mil habitantes, a taxa de analfabetismo atinge 28% das pessoas com 15 anos ou mais, de acordo com dados dos Indicadores Sociais Municipais do Censo Demográfico 2010, divulgado nesta quarta-feira (16), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo o estudo, o analfabetismo de jovens no Nordeste também é preocupante. No Brasil a proporção de adolescentes e jovens que não sabiam ler e escrever atingia 2,5%, já no Nordeste era quase o dobro (4,9%), um pouco mais de 500 mil pessoas nesta faixa etária. Na Região Sul o percentual era de 1,1% e na Sudeste, de 1,5%.

O levantamento revela também que entre jovens e adultos, em 1.304 municípios, a taxa de analfabetismo era igual ou superior a 25%, e entre eles, 32 não contavam com o programa Educação de Jovens e Adultos (EJA).

A pior situação foi observada em João Dias (RN), onde 38,9% das pessoas com 15 anos ou mais não sabem ler e escrever. Em seguida, aparecem Monte Santo (BA), com 35,6%, e São Brás (AL), com 34,7%.

0 comentários:

Postar um comentário

Blogroll