Inquérito aponta comparsas de ex-namorado de Kelly Ciclone como autores do crime

Kelly teria sido assassinada por ter traído o traficante 'Tony', com quem tinha um relacionamento amoroso, com o filho de um policial civil

O inquérito policial que investiga a morte de Kelly Sales Silva, a Kelly 'Cyclone', apontou dois irmãos envolvidos com o tráfico de drogas, comparsas de um ex-namorado da vítima, como os autores do crime, segundo informações da assessoria de comunicação da Polícia Civil.

Os irmãos, identificados como Emerson Cosme Anjos dos Santos, de 26 anos, mais conhecido como 'Miminho', e Ericson Anjos dos Santos, de 28 anos, mais conhecido como 'Véio', já tinham sido presos pela polícia no dia 28 de setembro, durante uma festa do pó na casa de Emerson que comemorava o aniversário do traficante. Na ocasião, Emerson e Ericson foram encaminhados para a 23ª Delegacia (Lauro de Freitas), onde ficaram detidos.

O inquérito ainda aponta que Kelly 'Cyclone', morta em julho deste ano, teria sido assassinada por ter traído o traficante 'Tony', com quem tinha um relacionamento amoroso, com Gustavo Cohen Alencar Braga, filho de um policial civil. Três testemunhas do crime apontaram os dois irmão, que eram comparsas de 'Tony, como os autores do crime.

Ainda conforme a polícia, 'Miminho' e 'Véio' estão custodiados na Cadeia Pública de Salvador, no Complexo Policial de Mata Escura, e devem ser denunciados ao Ministério Público (MP) ainda nesta segunda-feira (19).

Imagens do IML divulgadas
A delegada Ana Carolina, da Coordenação de Operações Especiais (COE), responsável pelo inquérito que apura responsabilidades sobre a gravação e distribuição de imagens do corpo de Kelly 'Cyclone' no Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IML), disse nesta segunda-feira (19), que as investigações sobre o episódio prosseguem a fim de descobrir os responsáveis pelo vazamento das imagens.

De acordo com a assessoria de comunicação da Polícia Civil, faltam apenas as informações dos provedores de Internet, que abrigaram o material divulgado pela rede, para concluir o inquérito. De acordo com a delegada, já estão sendo levantadas informações acerca dos servidores que produziram as imagens da vítima.

DO CORREIO

0 comentários:

Postar um comentário

Blogroll