Em solidariedade aos colegas, policiais de Camaçari decidem aderir à greve

Com o aumento da pressão do Exército sobre a ocupação feita por policiais militares na Assembleia Legislativa da Bahia, os policiais do 12º Batalhão da Polícia Militar de Camaçari (BPM) decidiram aderir à greve em solidariedade aos demais colegas. De acordo com informações do site Camaçari Notícias, os agentes do município, na Região Metropolitana de Salvador, estão aquartelados e sairão apenas em situação de emergência.

Para garantir a segurança dos cidadão, a Polícia Civil e a Cipe, conhecida como a Caatinga, comandada pelo major Adalberto Piton, deverá reforçar a vigilância e as ações na cidade. Duas viaturas, localizadas na Praça Abrantes, deverão permanecer circulando durante todo o dia, nas diversas partes do município.

A equipe de reportagem entrou em contato com o 12ª BPM, mas não obteve resposta sobre a suspensão temporária das atividades.
CORREIOS

0 Opiniões:

Postar um comentário

A MATÉRIA EM AUDIO