Corpo da irmã da modelo Ângela Bismarchi é enterrado no Rio de Janeiro

Foi enterrado às 13h20 deste domingo (17), no Cemitério de Inhaúma, na Zona Norte do Rio, o corpo da policial federal Angelina Filgueiras. Ela era irmã da modelo Ângela Bismarchi e morreu na noite de sexta-feira (15) após uma briga com o ex-marido Márcio Luiz Dias Fonseca. Ele também morreu, atingido por tiros disparados durante uma briga com o namorado de Angelina, Jolmar Wagner Alves Milato.

A modelo foi informada da morte da irmã na noite deste sábado (16) por uma equipe de psicólogos da produção do reality show 'A Fazenda', onde Ângela está confinada há duas semanas. A participante saiu aos prantos da sala reservada onde foi chamada para receber a notícia.

Ela foi consolada pelos outros participantes do programa. Ângela justificou a decisão de continuar na disputa pelo prêmio de R$ 2 milhões do programa: "Eu resolvi ficar porque eu sou forte. Se eu sair é derrota".

Em entrevista ao EGO, o marido da modelo, Wagner Moraes, contou que não conversou com ela durante sua ida a Itu (SP), onde é gravado o programa. Ele contou que Ângela precisou ser medicada ao receber a notícia da morte da irmã durante uma briga passional. Ele retornou ao Rio de Janeiro para participar do enterro da cunhada.

Angelino Filgueiras dos Santos, irmão de Ângela Bismarchi disse, em entrevista ao site G1, que a modelo não saiu do reality para comparecer ao enterro por questões financeiras e para fazer a vontade da irmã. "Ela decidiu ficar no programa porque está precisando de dinheiro. Era um sonho de Angelina que a irmã ganhasse isso. Então a Ângela esta respeitando a vontade da irmã. Dos sete irmãos, a Ângela é a única que não tem nada em seu nome", disse.

Ele acredita que a irmã tenha cometido suicídio e, em entrevista ao Globo, afirmou que ela tentou cortar os pulsos na última quarta-feira, depois de brigar com o ex-marido. "Acho que ela se matou para não sofrer pelo amor dos dois homens", disse durante o enterro.

O enterro aconteceu a portas fechadas e reuniu cerca de 40 pessoas entre familiares e amigos íntimos da policial federal. A filha biológica de Angelina e Marcio, Bruna Fonseca, de 15 anos, estava emocionalmente abalada e precisou ser amparada por parentes. Angelina disputava a guarda da filha, que morava com seu ex-marido, Márcio. O corpo dele também será enterrado neste domingo, no Cemitério de Irajá, às 16h.

Filha ouviu disparos
A filha adotiva de Angelina Filgueiras contou à polícia que viu quando o ex-marido da policial invadiu a casa onde elas moravam. Armado, Márcio utilizou uma escada para chegar ao segundo andar da casa e pulou a janela do quarto da menina.

Após a invasão, a adolescente correu e se trancou no banheiro. Ela disse ter ouvido os tiros, que provocaram a morte de Angelina e Márcio. “A jovem está muito abalada. Ela ficou em estado de choque. Ela presenciou o começo da luta corporal, mas depois ficou escondida, trancada no banheiro e não viu os tiros: só ouviu”, contou ao G1, o delegado Gabriel Ferrando de Almeida.

Morte
O crime aconteceu por volta das 22h desta sexta (14), quando o ex-marido de Angelina Filgueiras dos Santos, 42 anos, invadiu a casa dela, armado, e a encontrou com o atual namorado, Jolmar Wagner Alves Milato, de 40 anos.

Durante uma briga, a irmã de Bismarchi foi baleada no peito. Em seguida, o namorado atirou contra o ex-marido de sua companheira, o capitão da marinha Márcio Luiz Dias Fonseca, de 48 anos.

De acordo com o depoimento de Jolmar, o capitão invadiu a casa da mulher e começou a agredi-lo. Durante a confusão, Angelina teria pego a arma e apontado para o próprio peito, ameaçando atirar contra ela mesma caso os dois não parassem de brigar.

A irmã de Bismarchi, que está confinada nesta edição do reality show “A Fazenda”, chegou a ser encaminhada para um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Já o capitão da marinha e ex-marido de Angelina, Márcio Fonseca, morreu no local do crime.

DO CORREIO

0 Opiniões:

Postar um comentário

A MATÉRIA EM AUDIO