Investimento recorde: Gasto por medalha brasileira aumenta 28% e bate R$ 64 milhões

Com o encerramento da Olimpíada 2012 neste domingo (12), o Brasil bateu em Londres o seu recorde no total de medalhas em uma edição dos jogos. Ao todo, foram 17 medalhas: três de ouro, cinco de prata e nove de bronze, o que valeu ao país a 22ª colocação geral.
O desempenho esportivo, entretanto, está aliado ao maior investimento do governo na história de um ciclo olímpico: com apenas duas medalha a mais que o desempenho anterior, em Pequim 2004, o preço de cada conquista inflacionou em 28,3% e chegou a R$ 64,7 milhões. A preparação dos 258 atletas brasileiros inscritos em 27 modalidades custou R$ 1,1 bilhão. Os números levam em conta apenas recursos públicos, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, verbas do Ministério do Esporte, patrocínio de sete empresas estatais e Lei Agnelo Piva.
O Brasil não conseguiu quebrar a melhor marca de ouros de Atenas-2004, quando teve cinco títulos olímpicos. Ainda assim, o Comitê Olímpico Brasileiro comemorou o resultado em uma entrevista coletiva neste domingo, em Londres. “Está dentro da realidade. Conseguimos o mesmo número de ouros de Pequim, por enquanto, e temos uma medalha a mais.

Fizemos a melhor preparação que poderíamos fazer, trabalhamos para oferecer as melhores condições para técnicos, atletas e confederações” afirmou o presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman. Com informações do Blog do José Cruz.

0 Opiniões:

Postar um comentário

A MATÉRIA EM AUDIO