Mandados de prisão disponíveis para consulta no Sinesp Cidadão

Depois do sucesso do módulo CheckPlaca - com mais de 1,2 milhão de downloads e 33 mil veículos recuperados em quatro meses por meio de consultas feitas pela população - o Ministério da Justiça lançou, nesta quinta-feira (24), um novo módulo do aplicativo Sinesp Cidadão. É o Consulta a Mandados de Prisão.

Por meio do aplicativo, qualquer pessoa pode saber se um cidadão está sendo procurado pela justiça e pela polícia. Trata-se de um cadastro com 352 mil mandados de prisão, por diversos delitos, que aguardam cumprimento. A expectativa é que o serviço ajude a dar mais segurança à população e evitar a impunidade.

A consulta é fácil e gratuita. Basta baixar o aplicativo Sinesp Cidadão, escolher o módulo Consulta a Mandados, e digitar dados de alguém. Pode ser o nome da pessoa, o nome da mãe dela (ou genitora, como o software sugere) e os números de algum dos seus documentos: RG, CPF, título de eleitor, passaporte, certidão de nascimento ou casamento, carteira profissional, PIS PASEP, entre outros.

Caso haja nomes iguais ou semelhantes, é possível refinar a busca, com detalhes como órgão expedidor do documento consultado, ou o número do processo ou mandado referente àquela pessoa.

Quando o nome da pessoa é localizado entre a relação de mandados de prisão em aberto, o aplicativo informa mais detalhes, como apelido do cidadão procurado, sua nacionalidade ou data de nascimento.

Quando alguém identificar um mandado referente a alguém, basta acionar a polícia através do 190 para que ela localize a pessoa e cumpra o mandado de prisão.

O aplicativo foi desenvolvido pela Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça, com suporte do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) e banco de dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O novo módulo já está disponível para Android e estará disponível para Apple em 10 dias.

Download:
https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.sinesp.cidadao.android

0 Opiniões:

Postar um comentário

A MATÉRIA EM AUDIO