• This is Slide 1 Title

    This is slide 1 description. Go to Edit HTML and replace these sentences with your own words. This is a Blogger template by Lasantha - PremiumBloggerTemplates.com...

  • This is Slide 2 Title

    This is slide 2 description. Go to Edit HTML and replace these sentences with your own words. This is a Blogger template by Lasantha - PremiumBloggerTemplates.com...

  • This is Slide 3 Title

    This is slide 3 description. Go to Edit HTML and replace these sentences with your own words. This is a Blogger template by Lasantha - PremiumBloggerTemplates.com...

Ticiane Pinheiro vivia casamento de aparências com Roberto Justus, diz jornal

Segundo a publicação, a apresentadora há tempos se queixava do gênio do marido. Ticiane irá se mudar da mansão do empresário com a filha do casal, Rafaella 

A apresentadora Ticiane Pinheiro já se prepara para deixar a mansão de Roberto Justos após o anúncio de que o casamento de 8 anos com o empresário chegou ao fim. De acordo com o jornal Extra, ela irá se mudar do imóvel juntamente com a filha do casal, Rafaella, de 3 anos. Os três viviam juntos em um imóvel de alto padrão no bairro de Cidade Jardim, em São Paulo.

Segundo a publicação, a apresentadora já andava há algum tempo insatisfeita com o relacionamento com o empresário e vinha reclamando do gênio difícil de Roberto Justus.

Em público ele sempre se mostrou amoroso em relação à esposa enchendo-a de mimos, mas nos bastidores da Record, Ticiane também vinha se queixando se que o empresário não demonstrava mais tanto desejo por ela. Os dois, então, vinham mantendo o casamento por aparências.
DO CORREIO

Sargento compra briga com moradores e políticos ao promover ordem no trânsito

Imagem meramente ilustrativa (do google)
Na cidade de Tamarana, de 13 mil moradores e trânsito sossegado, a imprudência era rotina. Ninguém usava cinto de segurança, nem capacete. A farra acabou com a mudança no comando da PM.

Um PM promoveu um choque de ordem no trânsito de uma pequena cidade do interior do Paraná. E acabou comprando uma briga com moradores e políticos.
Na cidade de 13 mil moradores e trânsito sossegado, a imprudência era rotina. Ninguém usava cinto de segurança, nem capacete.
Um comportamento que vem mudando de uns tempos para cá. “Agora que diz que precisa usar, eu estou usando”, confessa o taxista Dito Endo.
A farra acabou com a mudança no comando da PM de Tamarana. Um sargento linha dura assumiu o cargo e adotou uma política de tolerância zero com as infrações de trânsito.

É o que me compete. E eu fui preparado e capacitado para isso”, diz o sargento da PM Michel Jovanovich.
Nas ruas, a caneta não para. A equipe do sargento aplica em média duas multas por dia e já apreendeu quase 200 veículos, a maioria motos. O rigor espantou agricultores que costumam rodar na cidade em situação irregular. O movimento no comércio caiu e foi uma chiadeira só.
O protesto chegou até a Câmara de Vereadores, que resolveu convocar o sargento Michel para dar explicações.
Ele respondeu todas as perguntas, a população questionou, os vereadores questionaram”, contou o vereador Renato Gonçalves.
A ata da sessão mostra um grupo preocupado com a fiscalização. Moradores e vereadores falaram dos prejuízos na cidade e sugeriram que polícia fizesse uma campanha de orientação antes de aplicar as multas. O sargento bateu o pé. Disse que as leis já são conhecidas de todos e que vai continuar de olho nos abusos.
O  tom foi de pressão. Independente de ser uma cidade pequena, na área rural, a lei é para todos. Ela deve ser cobrada, sim”, disse o sargento.
Na cidade que reaprende a cumprir as leis na marra, a discussão ganhou as ruas. (Jornal Nacional)

Mãe passou tarde em motel com genro para planejar assassinato da própria filha

Antes de matar Jéssica Carline Ananias da Costa, de 22 anos, a mãe e o namorado da vítima se reuniram em um motel no dia do crime, de acordo com o delegado Ítalo Sega, que investiga o caso. A polícia afirma que os dois se encontraram para planejar os detalhes do homicídio que aconteceria pouco tempo depois. Os dois eram amantes há quatro anos e planejavam fugir para Rondônia. O crime aconteceu no dia 9 de maio, em Apucarana, no Paraná, mas o detalhe só foi divulgado nesta terça-feira (28).

Segundo a polícia, o motel fica na cidade de Londrina e os dois ainda foram ao shopping antes de Célia Forti, 48, ir pegar a neta na escola para deixar a filha a sós com o marido, o bacharel de Direito Bruno José da Costa, 26. Lá, ele esfaqueou a própria mulher 25 vezes até que ela morresse.


Bruno ainda tentou simular um assalto, para que a polícia acreditasse na hipótese de latrocínio, mas foi preso e confessou ser o autor das facadas no dia do crime. Outros dois homens que fingiram Ele também confessou que Célia estava ciente do crime, embora ela só tenha sido presa na última sexta-feira (24).

Segundo o R7, os vizinhos e até mesmo o irmão de Jéssica sabiam do relacionamento entre Célia e Bruno. A mulher era casada e o marido também desconhecia que estava sendo traído. Em janeiro, Jéssica descobriu o caso e chegou a dar uma surra na própria mãe, dizendo que não permitiria que os dois ficassem juntos. A polícia acredita que isto tenha motivado o crime.

Na Foto: Célia (à esq.) e Bruno (à dir.) tramar para matar Jéssica e ficar juntos

DO CORREIO
correio24horas.com.br

Homem mata esposa para ficar com a sogra

Um triângulo amoroso e desastroso terminou com a morte trágica de uma mulher de 25 anos no município de Apucarana no Paraná. A comerciante Jéssica Carline Ananias da Costa, de 22 anos, foi assassinada com 25 golpes de faca desferidos pelo próprio marido, o bacharel de Direito Bruno José da Costa, de 26. A vítima tinha uma filha de quatro anos. Conforme matéria do site CGN – Central Gazeta de Notícias – Uol.

O que chamou atenção de todos no municio de Apucarana no estado do Paraná, foi o fato da própria mãe da vítima, Célia Forti, de 48 anos, ter ajudado a planejar o assassinato para ficar com o genro. A revelação foi feita pelo delegado-chefe da 17ª Subdivisão Policial do município de Apucarana, Ítalo Sega, depois que o assassino confessou que a traía a esposa com a sogra já fazia quatro anos. O criminoso disse que Célia sabia de tudo que ia acontecer com a filha e que o crime vinha sendo planejado há dias.

O crime aconteceu no dia 9 na casa do casal, na Rua Nossa Senhora da Conceição, no bairro Igrejinha, zona sul de Apucarana. Bruno confessou que a ideia era simular um latrocínio.

Célia nega que tenha ajudado a planejar o assassinato da filha, mas confessa que mantinha um relacionamento com o genro.

Porém, familiares e amigos de Jéssica afirmam que durante o velório a mãe ficava ao lado do caixão, passa a mão no rosto da filha, mas não levantava o rosto para encarar as pessoas. Bruno José da Costa está preso, mas a amante permanece em liberdade por ter passado o prazo do flagrante.

O assassino tentou simular latrocínio

Na primeira versão apresentada à polícia, o homem relatou que ele e a mulher haviam sido vítimas de latrocínio.

Jéssica foi encontrada morta por volta das 2 horas no banheiro da residência do casal, que fica na Rua Nossa Senhora da Conceição, no Jardim Presidente Kennedy. Segundo o delegado-chefe da 17ª Subdivisão Policial (SDP), Ítalo Sêga, o corpo da jovem apresentava 25 perfurações de golpes de faca.

Quando a polícia chegou ao local do crime, Costa disse que havia sido rendido por um homem encapuzado ao abrir o portão do quintal para sair com o carro da família. Conforme relato do autônomo, ele e a esposa tinham programado uma viagem ao Paraguai e sairia de madrugada.

Ele relatou ter sido obrigado pelo assaltante a entrar na residência e teve os pés e mãos amarrados com lacres enquanto a esposa foi esfaqueada.

Em seguida, o criminoso teria fugido levando o Fiat Palio da família e algum dinheiro. A versão de latrocínio não convenceu a Polícia Civil, que submeteu Costa a um novo interrogatório quando ele acabou confessando o crime. De acordo com Sêga, após assumir a autoria do homicídio, Costa disse que as brigas entre o casal eram frequentes.

A polícia suspeita que a discussão na noite do crime tenha sido motivada pela descoberta do caso extraconjugal do marido por Jéssica. Foram encontradas e apreendidas as duas facas usadas no crime.

Mãe

A Polícia Civil de Apucarana indiciou a mãe da jovem de 22 anos assassinada como coautora do crime. Célia Forte, mãe de Jéssica Carline Ananias da Costa, teria ficado com a neta durante a noite para que o genro, Bruno José da Costa, cometesse o crime. O assassino também confessou à polícia que mantinha um relacionamento com a sogra há quatro anos.

De acordo com o delegado-chefe da 17ª Subdivisão Policial (SDP) de Apucarana, Ítalo Sega, a participação da mãe da vítima foi confirmada por depoimentos do autor do crime, “Ele confirmou que a Célia sabia de tudo. Tanto ela tinha conhecimento do crime que ficou com a filha do casal para que o Bruno ficasse sozinho com a Jéssica na noite do crime”, revelou.

Célia está em liberdade porque não houve flagrante. Já o principal suspeito do assassinato está preso. Também estão detidos Gelson Sabino da Silva e Bruno César Albino. “Eles tiveram participação direta no crime, levando o carro do casal para que houvesse a caracterização de latrocínio. Também foram responsáveis por dar um fim nas roupas sujas de sangue”, disse o delegado.

Do: Bocão News - Foto: divulgação / Site CGN

Representantes de Lagoa Velha e Umburana do Querer reivindicaram do Governador água para estas localidades

Representantes dos Povoados de Umburana do Querê e Lagoa Velha do Município de Canarana Bahia, estiveram nesta quinta-feira dia 23 de maio de 2013 na inauguração da adutora do São Francisco no Município de Itaguaçu da Bahia microrregião de Irecê. O evento contou com a presença do Governador Jaques Wagner, o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra (PSB), o vice-governador Otto Alencar (PDS) o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Marcelo Nilo (PDT) e outras lideranças políticas.
Foto: Francis Julian

Os representantes cobraram do Governador a extensão do benefício para a população dos Povoados citados acima. De acordo o Sr. Jailson Maciel Souza (Secretário de Esportes de Canarana), o governador havia prometido a obra em setembro do ano passado. “Já houve estudos técnicos, os projetos já foram aprovados, basta puxar a água”, afirmou.

Segundo Jailson, nestes povoados moram mais de cinco mil pessoas, que, ainda com a seca, não têm água tratada. Os carros-pipas de Canarana é que servem a população. No palanque da inauguração, o Governador Jaques Wagner acenava para pessoal das localidades citadas, e em seu discurso se comprometeu em resolver a situação o mais breve possível. “No próximo semestre, vamos resolver o problema de vocês”, declarou. De acordo o Governador, a obra deve sair em torno de R$ 2,5 milhões.

Nesta quinta-feira será inaugurada a mais nova clinica de fisioterapia da Região de Irecê

Equilibrium é a mais nova clínica de fisioterapia e estúdio de Pilates de Salobro. Preocupada com a saúde e bem estar da população, a Fisioterapeuta Drª Êmyle Martins montou um ambiente agradável, aconchegante e acima de tudo com qualidade nos atendimentos que será realizado por profissional devidamente qualificado. É com satisfação que convida a todos de Salobro e Região, para participar da inauguração.

Venha para inauguração conhecer os serviços a serem prestados, como Pilates, RPG, drenagem linfática e a fisioterapia convencional com suporte de técnicas altamente eficazes. Contamos com sua presença na próxima quinta-feira dia 23 de maio de 2013 às 19:30h.

A clínica está situada na Av. Planalto, em frente ao 
Posto Planalto, Salobro - Ba.

É esse o cara? Rodrigo Lombardi faz repórter chorar ao pedir sexo oral

Com várias testemunhas no corredor dos estúdios de Salve Jorge, o ator Rodrigo Lombardi que interpretou o “Téo” da trama de Glória Perez cometeu um ato de assédio contra uma repórter do vídeo show. Segundo matéria do site de notícias Extra, uma repórter do "Vídeo show" abordou Rodrigo Lombardi para gravar um depoimento para o programa.

Na mesma hora, o ator retrucou, dizendo que só responderia se ela fizesse sexo oral nele. Foi em tom de brincadeira, mas o suficiente para moça ir às lágrimas e ficar muito constrangida. O episódio resultou numa queixa formal contra Lombardi.

Foto: Divulgação / Extra notícias

20% dos presos na Bahia trabalham

Aproximadamente 20% das pessoas privadas de liberdade hoje, na Bahia, trabalham e/ou desenvolvem atividades nas prisões. Isto corresponde a um universo de 2.600 presos dos mais de 13 mil que estão encarcerados.

Os dados são uma média do Centro de Apoio Operacional e Defesa Social do Ministério Público da Bahia e seguem tendência do Brasil, a qual serviu de base para a campanha nacional “Defensores pelo direito de recomeçar” que será lançada em Salvador oficialmente hoje, durante audiência pública promovida pela Associação dos Defensores Públicos do Estado (Adep/Bahia), às 9h, no Salão Íris do Fiesta Bahia Hotel ( Itaigara).

O evento acontece por ocasião da passagem do Dia do Defensor Público, cuja data-marco é 19 de maio.

Na programação consta apresentação das peças que compõem a campanha, além de homenagens a serem concedidas a autoridades, entidades e parlamentares que possuem iniciativas voltadas para a empregabilidade, formação de presos e o depoimento de Luiz Alberto Mendes, ex-presidiário.

Entre as presenças já confirmadas estão a do secretário da Justiça e Direitos Humanos, Almiro Sena, do secretário de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap), Nestor Duarte Neto, do pastor Antônio Barbosa e do deputado Álvaro Gomes. O promotor de Justiça Jedder Gomes, coordenador do Centro de Apoio Operacional e Defesa Social do Ministério Público da Bahia, também estará apresentando estatísticas do sistema prisional baiano.

“O preconceito e o medo de se acreditar no restabelecimento dessas pessoas fazem termos tão poucas iniciativas que gerem empregabilidade para os que estão privados de liberdade”, avalia a presidente da Adep/Bahia, Soraia Ramos, sobre os números tão restritos que, segunda ela, estão mais ligados à falta de iniciativa das empresas.

Uma iniciativa que será lembrada é a da construção da Fonte Nova, em que o Governo do Estado (razão da homenagem) capacitou e empregou 26 detentos; muitos, hoje, inclusive, contratados da iniciativa privada.

De acordo com Ramos, apenas três empresas baianas têm programas voltados para a ressocialização de presos, entre elas, os Correios, cujos representantes também estarão presentes na audiência, que tem o objetivo de divulgar a necessidade da criação de mecanismos de reinserção social para pessoas privadas de liberdade, ainda durante o cumprimento da pena.

Ex-detento aprendeu a ler e virou escritor

Um destaque será o depoimento do paulista Luiz Alberto Mendes, ex-presidiário, escritor e colunista da Revista Trip. Mendes esteve preso por 31 anos, período em que estudou. Hoje é autor de quatro livros, auxilia em oficinas de leituras realizadas com pessoas privadas de liberdade em todo o país e luta pelo restabelecimento.

“Fui preso aos 19 e saí aos 51 anos; hoje tenho 61. Já estive condenado a mais de 100 anos de prisão. Não tenho emprego fixo até hoje, mas minha mente, meu ser, já se estruturou no que é. Há um preconceito enorme e velado. Não consigo deslanchar em minha carreira de escritor, por mais que afirmem que meu texto é bom, e que eu tenha 40 anos de leituras. Leio muito até hoje. Aprendi a ler mesmo na prisão e nunca mais parei, entendi as coisas melhor e venci a revolta, o desespero, sou capaz de conviver com as pessoas normalmente”, relata Luiz Alberto.

Segundo dados do Ministério de Justiça, a população carcerária do país já ultrapassa meio milhão de pessoas (513.802); na Bahia, são 13.105 presos. Atualmente, no Brasil, apenas 94.816 presos trabalham, dos quais 79.030 realizam atividades dentro dos estabelecimentos penais e 15.786 atuam externamente.

Somente 8% das pessoas presas estudam. Sem a possibilidade de estudo ou trabalho, sem a perspectiva de construir uma nova vida, 70% dos egressos voltam a cometer crimes. As estatísticas de reincidência na Bahia são de 70% a 80%. “Por conta da média de reincidência, calculamos que a ressocialização na Bahia fica em torno de 20% a 30%”, disse o coordenador do Centro de Apoio Operacional e Defesa Social do Ministério Público da Bahia, Jedder Gomes. A defensora Soraia Ramos e presidente da Adep, que atuou na área Criminal, acredita que esta média, na Bahia, é ainda menor. (Tribuna da Bahia)

Aprenda a evitar golpistas em bancos

Eles são bem arrumados, acima de qualquer suspeita, aparecem de uma hora para outra, muito solícitos, procurando ajudar alguém que está fazendo alguma transação dentro de agências bancárias. Muitas pessoas acabam se dispersando para o risco e é nessa hora, que os golpistas agem. Foi assim que a vendedora de cosméticos, Josenita da Rocha Silva, teve R$ 700 sacado de sua conta. Segundo a polícia, os criminosos procuram atacar mulheres acima dos 50 anos e idosos, pois eles apresentam maiores dificuldades na hora de manusear os equipamentos eletrônicos.

Ela foi até a agência bancária no Banco do Brasil, localizada na Avenida Manoel Dias da Silva, bairro da Pituba, fazer uma transação. O expediente do banco já havia encerrado e ela se dirigiu aos caixas eletrônicos. Quando se dirigia para um caixa disponível, apareceu um rapaz e sem nada dizer, tomou o cartão da mão dela e disse que apenas um caixa estava livre de cobranças em caso de pagamento e introduziu o cartão da mulher em uma máquina que ele disse está livre de cobrança.

“Eu tomei um susto, pois ele apareceu muito rápido e tomou o meu cartão. Na hora fiquei sem reação e uma mulher que presenciou a abordagem fez um gesto para eu tomar cuidado. Daí, a ficha caiu e tomei o meu cartão de volta. Mas ele já havia colocado na máquina que ele apontava como única que não estava cobrando taxa de imposto. Com o meu cartão de volta, xinguei o rapaz dizendo que eu sabia manusear a máquina e eu não estava pedindo ajuda”.

Josenita ainda disse que ficou com medo da sair da agência com o rapaz do lado de fora esperando para fazer alguma coisa, mas o homem desapareceu rápido. No outro dia, a mulher foi surpreendida com um saque de R$ 700 de sua conta. Ela entrou em contato com o banco para saber o que tinha acontecido, ressaltou que não havia feito nenhum saque e o banco alegou que ela havia dado a senha para alguém ou o cartão estava clonado.

No dia 14 de maio de 2013 pela manhã a mulher procurou a Delegacia de Repressão a Estelionato e outras Fraudes (Dreof), localizada na Baixa do Fiscal, mas os agentes disseram que a unidade está fechada há mais de um ano, devido o grande número de ocorrências que ainda se encontram sem apurar. Josenita foi auxiliada a prestar queixa na 16ª Delegacia do Bairro da Pituba, local onde ocorreu a ação.

O delegado titular da unidade, Nilton Tormes, ressaltou que eventualmente tem chegado pessoas na delegacia para registrar ataques ocorridos dentro de agências bancárias, caso semelhante ao que aconteceu com Josenita. Tormes. (Tribuna da Bahia)

Professor de escolinha é preso em flagrante acusado de pedofilia

Mensagens trocadas em rede social, aliciamento de menor, assédio e pedofilia. O caso absurdo chocou pais de crianças e adolescentes, no bairro da Pituba, na noite de quarta-feira (15). Luiz Andrade, conhecido na região como Adonay, foi preso em flagrante quando tentava aliciar mais uma criança. "Peguei ele falando com meu sobrinho de 16 anos pelo telefone. Coisas horrendas eram ditas e chegou a tal ponto que chamei a polícia", contou uma testemunha ao site Bocão News, após relatar que o acusado marcou um encontro com o adolescente, monitorado pela tia. Quando o encontro foi feito e o jovem chamado para ter relações com o homem, a polícia foi acionada e realizou a prisão em flagrante.

No momento da prisão, o celular de Adonay foi apreendido e fotos de crianças e adolescentes foram encontradas no banco de imagem. Ainda segundo a polícia e a tia do jovem, Adonay é responsável por realizar campeonatos de futebol já que está à frente de uma escolinha. A polícia informou ainda que o professor distribui panfletos para atrair as vítimas ao campeonato e, desta forma, pegar os contatos deles. "Ele cobrava R$ 30 para que o menino se filiasse e participasse da escolinha. Além disso e o que é mais grave, é que já foi descoberto que ele trabalha na Igreja Renascer em Cristo e coordena o ministério Kiss Crianças", contou a testemunha.

No flagrante, o jovem estava com um microfone na roupa e toda conversa entre ele e o acusado foi gravada e já se encontra de posse da polícia.

Pais e jovens já foram chamados à Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE), onde Luiz Andrade está custodiado. "Imagine o que já pode ter feito com crianças mais novas. Isso é um absurdo", desabafou a tia. A prisão foi feita por agentes da Delegacia Especializada Crime Contra Criança Adolescente (Derca).

A reportagem tenta o contato com o delegado Guilherme Machado, do DTE, mas ainda não obteve retorno.

BOCÃO NEWS

IRECÊ: Show de Zezé Di Camargo e Luciano encerrará o Arraiá das Caraíbas 2013

ZEZÉ DE CAMARGO E LUCIANO EM IRECE BAHIA
O show da dupla sertaneja Zezé Di Camargo e Luciano encerrará o Arraiá das Caraíbas 2013. A dupla se apresentará na segunda-feira 24 de junho de 2013. O arraiá acontecerá entre os dias 21 e 24 de junho, na Praça Clériston Andrade. Ao longo da semana, outras atrações serão anunciadas.

São Gabriel irá realizar 1º Fórum da Juventude

No dia 16 de maio, próxima quinta-feira, a Prefeitura de São Gabriel irá realizar o 1º Fórum da Juventude. O evento, que irá ocorrer na Câmara de Vereadores, objetiva criar um espaço de discussão das políticas públicas voltadas a este segmento, assim como pautar os gestores municipais na elaboração de metas e programas para os jovens.

Na programação haverá palestras, apresentações de música, balé e peças teatrais. Nomes importantes do segmento estarão presentes, como o vice-presidente do Conselho Estadual de Juventude, Juremar de Oliveira, o presidente da União Nacional dos Estudantes, Daniel Iliescu, e representantes da Secretaria de Relações Institucionais da Bahia (SERIN).

Segundo o gerente de políticas públicas para juventude de São Gabriel, Edelson Carvalho, o fórum é apenas o início de um processo que busca criar mecanismos que garantam a participação efetiva da juventude no desenvolvimento do município. “O nosso próximo passo será a criação do Conselho Municipal de Juventude”, afirmou.

Para Cristiano Rocha Honorato, diretor de cultura do município, “este é mais um espaço de estímulo ao debate da juventude como protagonista de sua história, além disto, o fórum simultaneamente promove a cultura da nossa cidade”.

Dieta Incrível

Padre excomungado em Bauru disse que é um padre do século XXI

Esta semana, um padre do interior de São Paulo bateu de frente com a Igreja Católica, à qual jurou obediência, por defender ideias polêmicas sobre sexo fora do casamento e homossexualidade. Acabou excomungado. Padre Beto não se retrata e afirma que em momento algum desrespeitou os dogmas da religião. A reportagem é de Marcelo Canellas.

“Sexo é uma coisa, amor é outra”, diz Beto Daniel, padre excomungado.

“Ele faz pronunciamentos, declarações sobre temas complicados, polêmicos”, comenta dom Caetano Ferrari, bispo de Bauru.

“Eu posso amar uma pessoa e não fazer sexo com ela. Eu posso fazer sexo com uma pessoa e não amá-la”, afirma padre Beto.

“Ele é filho rebelde. Ele avança o sinal”, observa dom Caetano.

Quem é o padre que tirou o bispo do sério, a ponto de ser excomungado?

“Eu sou padre do século XXI. Ponto final”, diz padre Beto.

Na orelha, um piercing. “Já tenho três anéis, colocar mais um, pelo amor de Deus, né? E eu não gosto de anel com pedra, né? Falei: vou fazer um piercing”.

Em casa, Che Guevara na parede. Charutos. E uma salada de entidades místicas, santos e estrelas de cinema. E muitas atividades fora da igreja. Padre Beto se orgulha de ter estudado na Alemanha, no mesmo seminário em que o papa emérito Bento XVI se formou. Servindo à Diocese de Bauru, no interior de São Paulo, desde 2001, ele acaba de ser excomungado por causa de vídeos como esse, em que aparece em uma mesa de bar, falando sobre bissexualidade:

“Do homem se apaixonar por um outro homem, ou da mulher se apaixonar por uma outra mulher. E os dois sendo casados. Aqui existe amor também”, diz no vídeo.

A Diocese de Bauru diz que os vídeos provocaram escândalo, e exigiu que o padre os retirasse da internet.

“Nós não queremos enquadrá-lo também na marra. Mas ele fez um juramento como sacerdote, eu fiz também, de fidelidade aos ensinamentos da Igreja. Se eu sou da Igreja não posso falar contra o ensinamento da Igreja”, explica dom Caetano.

Padre Beto se recusou a cumprir a ordem. “É inegável a existência de bissexuais”.

Ele teve uma semana para voltar atrás. Quando o prazo se esgotou, a diocese instaurou o processo de excomunhão.

“Há quatro anos que eu estou aqui, todo ano eu tenho uma conversa com ele sobre estas coisas porque chegam para mim. O pessoal ouve na homilia, lê, ouve na rádio, ouve não sei o quê. Agora veio do mundo inteiro! Entende? Então nós tivemos que dizer: Beto, não dá mais, Beto”, diz Dom Caetano.

A excomunhão foi decretada, na terça-feira passada, por um juiz instrutor nomeado pelo bispo. De acordo com a nota oficial da Igreja, padre Beto foi excomungado por violar as obrigações do sacerdócio e por se negar a cumprir a promessa de obediência.

A despedida do sacerdote foi numa igreja lotada, em que os fiéis aplaudiram de pé a última missa do padre Beto.

Ele não pode mais rezar missa e nem fazer casamentos e batizados. Também não tem mais direito a nenhum dos sacramentos católicos. Não pode se confessar, por exemplo, nem comungar. Mas, de acordo com as regras da Igreja, ainda pode ser chamado de padre até que o Vaticano dê a última palavra. A punição pode ser revista imediatamente em caso de retratação pública, o que não parece estar nos planos do padre Beto.

“Eu posso me arrepender, dizer que um casal pode ter relações sexuais antes do casamento? Se eu disser que vou me arrepender disso é de uma infantilidade muito grande e, hoje em dia, uma situação ridícula”.

O que seria, para padre Beto, fidelidade e traição no casamento?

“Em um dos seus comentários, você diz que se alguém tem uma relação extraconjugal com o consentimento do seu parceiro não há traição, é isso?”, pergunta o repórter.

“É isso. Se realmente há um consentimento franco dos dois”.

Para ele, suas opiniões não desrespeitam os dogmas da Igreja.

“Eu não toquei em dogma algum. Eu estou discutindo normas morais. Eu não posso comparar o amor homossexual com o dogma “Jesus Cristo é filho de Deus”. São discussões completamente diferentes”.

E contesta a ideia de pecado na relação homossexual.

“Onde existe pecado entre duas pessoas do mesmo sexo que se querem bem, que se gostam, que se amam?”.

“Agora uma questão pessoal, e você tem todo o direito de não responder se não quiser. No momento em que surgiu esta polêmica, muita gente começa a questionar e justificar a sua postura dizendo que você é gay. Você é gay?”, pergunta o rpórter.

“Não. Eu não sou gay, eu sou heterossexual e nunca senti atração por pessoa do mesmo sexo”, responde.

Muito popular entre os jovens de Bauru, padre Beto divide opiniões na Faculdade de Direito onde dá aula de ética,

“É inadmissível uma pessoa ser escrava de uma doutrina”, defende o estudante Francisco Soares Neto.

“A partir do momento que você se torna padre, pressupõe-se que você é a favor dos ensinamentos da Igreja, que você concorda com isso”, opina a estudante Manoela Veloso.

“Ao meu ver ele não infringiu nada. Ele estava ali refletindo sobre o assunto. E é o que ele nos faz na sala de aula: refletir, pensar”, afirma a estudante Marcela Gallo.

“Para muitos católicos, vai contra a Igreja Católica. Então confunde a cabeça da criança, por exemplo, que vai a uma missa e escuta um padre falar isso, sendo que em casa se prega outra coisa”, comenta a estudante Regina Benatti.

O padre excomungado diz que agora vai se dedicar ao magistério e ao trabalho de comunicador. E que seguirá procurando Deus onde for possível.

“Deus eu encontro em qualquer lugar. Se ele não vai mais estar acessível à minha pessoa pela eucaristia, que era um alimento espiritual fantástico, eu acredito que Deus vai me alimentar de uma outra forma”. (Fantástico - Globo)

Missionário evangélico que purificava com sexo, veja o vídeo.

Gilmar de Jesus Assunção, que se passava por pastor evangélico, foi preso por abusar de adolescentes, que prometia purificar pelo sexo. O caso foi registrado no município de Apuí, a 543 km de Manaus. Duas mulheres, de 18 e 14 anos, sofreram abuso, mas a polícia suspeita que o número de vítimas seja maior.

O Delegado do 71º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Robson James dos Reis Silva, disse que o suposto missionário foi preso após a mãe das vítimas denunciar o caso. Gilmar confessou que se passava por missionário de uma igreja evangélica para aliciar as garotas e induzi-las a manterem relações sexuais com ele para supostamente serem purificadas. A polícia está investigando se o homem fez outras vítimas no local.

De acordo com o delegado, o suposto pastor já havia sido preso pelo mesmo crime em Sena Madureira, município do Acre, mas foi solto por falta de provas.

Vídeo do pastor que purificava adolescentes pelo sexo
Leia tambem:
Vídeo do Pastor Evangélico que fez Interpretação Equivocada da Bíblia, e engravidou uma crente.
Vídeo mostra adolescentes sendo atacadas em rio por animal não identificado
Vídeo mostra pastor e deputado Marco Feliciano pedindo senha do cartão de fiel




Blogroll